Família de mulher atropelada por Bombeiros vai processar corporação

Helena Gomes da Silva foi atropelada e aguardava o socorro quando a unidade de resgate a atropelou, em Igarapava (SP).

Comentar
Compartilhar
06 FEV 201316h27

A família da mulher atropelada por um carro dos bombeiros vai acionar a corporação na Justiça. Helena Gomes da Silva, de 49 anos, foi atropelada e aguardava o socorro quando a unidade de resgate a atropelou. Sob protestos, ela foi sepultada nesta quarta-feira no Cemitério Municipal de Igarapava (SP), onde reside a sua família.

Parentes contaram que estarão ingressando na Justiça contra o Corpo de Bombeiros, alegando que houve imprudência na condução do veículo. Já o comando da corporação informa ter aberto sindicância interna, devendo a mesma ser concluída em até 30 dias. Peritos estiveram no local e uma das possibilidades é a de que o motorista tenha freado, porém, o peso da viatura - mais de 40 toneladas, tenha impedido que ela parasse de uma vez.

O acidente aconteceu nesta terça-feira (5) quando a vítima avançou com seu Fusca saiu na rodovia Tancredo Neves, entre Franca e Claraval (MG), e foi atingida por um caminhão. O carro rodou e a mulher caiu na pista, onde ficou à espera do socorro até ser atropelada pelo caminhão que iria socorrê-la.