Falta segurança aos pedestres na principal via da Zona Noroeste

As faixas de pedestres, item de segurança em ruas e avenidas, estão desaparecendo em uma avenida que atende ao menos 120 mil moradores de 15 bairros

Comentar
Compartilhar
25 MAI 201116h43

A Avenida Nossa Senhora de Fátima corta a região mais populosa de Santos. A Zona Noroeste, segundo dados da Prefeitura, tem 15 bairros e cerca de 120 mil habitantes. A via é ainda a principal ligação do centro de Santos com a Zona Noroeste e com o centro de São Vicente. Entretanto, em franco crescimento comercial e com significativo volume de tráfego de automóveis, ônibus e caminhões, a Avenida Nossa Senhora de Fátima deixa a deseja quando se trata de segurança de pedestres.

A reportagem do Diário do Litoral percorreu toda a extensão da Avenida Nossa Senhora de Fátima e constatou que praticamente todas as faixas de travessia de pedestres da avenida estão desaparecendo. Muitas pinturas em regiões de semáforos e cruzamentos de vias estão pela metade ou totalmente apagadas. A faixa de travessia é um dos principais itens de segurança no trânsito para os pedestres. 

Falta faixa de segurança e sobra prudência. Como todo cuidado é pouco em uma grande avenida como a Nossa Senhora de Fátima, os pedestres procuravam atravessar as pistas nos locais corretos, mesmo onde já não existe mais a faixa de travessia.

Vale ressaltar que a avenida comporta dois sistemas de radares. O primeiro sistema de monitoramento por radares, localizado próximo ao SESI, altura do nº 366, no bairro Santa Maria, fiscaliza avanço de sinal vermelho, com amarelo piscante da zero hora às 5 horas. O segundo sistema está instalado em frente ao cemitério da Areia Branca, no bairro de mesmo nome, que fiscaliza velocidade máxima permitida de 50 km/h e avanço de sinal vermelho.

Os radares são devidamente sinalizados com placas orientando os motoristas, mas as pinturas de solo alertando a presença de radares e a velocidade máxima permitida nos locais também estão desaparecendo.

Revitalização começa em junho

Procurada pela reportagem, a Companhia de Engenharia de Tráfego de Santos (CET-Santos), respondeu em nota, por meio de sua assessoria de imprensa, que a revitalização da Avenida Nossa Senhora de Fátima começará no próximo mês.

“Foi concluído um amplo projeto para a revitalização da Av. Nossa Senhora de Fátima em toda a sua extensão. O projeto prevê a repintura de toda a sinalização horizontal, que inclui faixas de pedestres, linhas de aproximação, retenção, linhas seccionadas etc. As placas também serão revitalizadas”, dia a nota.

A CET Santos também esclarece que “quanto à sinalização de radar, a Resolução 214/2006 do Contran tornou obrigatória a instalação de placas de sinalização que avisam previamente o condutor sobre a existência dos medidores eletrônicos de velocidade na via pública. Também são obrigatórias placas constando o limite de velocidade máxima permitida no local.

A resolução entrou em vigor em 2006. Porém, a CET sempre adotou esta sinalização em todos os pontos de radares desde 2002, quando da implementação do primeiro aparelho na Cidade. A sinalização de solo pintada nesses locais é facultativa, complementar à sinalização vertical”. A CET Santos finaliza a nota apontando a data do início dos trabalhos. “O prazo para a implantação dessa sinalização é junho”.