X

Cotidiano

Faculdade de Medicina em Cubatão está em fase de credenciamento pelo MEC

Serão ofertadas 55 vagas com previsão de início em fevereiro de 2019

Da Reportagem

Publicado em 26/10/2018 às 18:03

Atualizado em 26/10/2018 às 18:27

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

A visita in loco aconteceu nos dias 25 e 26 de outubro e teve início no gabinete do prefeito de Cubatão, Ademário Oliveira / Divulgação/PMC

A primeira faculdade de medicina de Cubatão já está em processo de credenciamento e autorização por parte do Ministério da Educação (MEC). A visita in loco aconteceu nos dias 25 e 26 de outubro e teve início no gabinete do prefeito de Cubatão, Ademário Oliveira, na manhã desta quinta-feira. Deste encontro, participaram representantes da Comissão de Acompanhamento e Monitoramento das Escolas Médicas (Camem), Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) - ligados ao Ministério da Educação (MEC), Grupo Ânima Educação (mantenedora da faculdade) e Universidade São Judas Tadeu.

Uma série de ações colaborou para a aprovação; entre as iniciativas, está a reabertura do Hospital de Cubatão e a futura instalação dos serviços de alta complexidade, com atendimento para tratamento oncológico, hemodiálise e oxigenoterapia.

"Reconhecemos que o Município se empenhou para fornecer a estrutura necessária com a rede de saúde. A faculdade também demonstrou um grande avanço e ambos deram condições para a instalação do curso, o que nos deixa bastante felizes", enfatizou o médico e membro da Camem, João Brizario.

"A Universidade está bem alinhada e comprometida; conheceu o Município, conversou com os médicos. Este é um passo muito grande em termos de tecnologia e qualidade para nossa Cidade que já sofreu muito", comemorou a secretária de Saúde, Andréa Pinheiro.

A faculdade de medicina vai ofertar 55 vagas e o próximo passo é a realização do vestibular. A previsão é de que a primeira turma comece em fevereiro de 2019. Inicialmente, a faculdade funcionará no antigo prédio da Justiça do Trabalho, que fica na rua São Paulo, s/nº, Jardim São Francisco. Futuramente, dentro do projeto de expansão da instituição, haverá a construção do campus da faculdade que abrigará também a nova Policlínica de Cubatão. Esse campus será erguido na Av. Martins Fontes, atrás do Pronto Socorro Central e do Hospital Municipal.

"O objetivo é criar uma rede-escola em que o curso esteja alinhado à realidade do Munícipio. Hoje há poucos médicos credenciados na Cidade, na rede particular. Com a instalação da faculdade e a rede pública já estruturada, mais profissionais atuarão aqui, criarão um vínculo e fincarão raízes", declarou o diretor adjunto da Universidade São Judas, José Lúcio Martins Machado.

Avanço econômico

O prefeito Ademário Oliveira ressaltou a importância da instalação da faculdade de medicina não somente na área da saúde. "Com a chegada dos alunos, o curso trará benefícios para a economia de nossa Cidade, que sofreu com as últimas crises. E seguimos avançando com um modelo economicamente sustentável, agregando Hospital, Pronto Socorro Central e Infantil e os próximos serviços a serem instalados", declarou o prefeito.

Também estiveram na reunião a secretária-adjunta de Saúde Denise Filomena Rodrigues, o diretor-adjunto da São Judas Marcos Calvo, Cristiane de Aquino, do núcleo gestor do MEC; do Inep participaram Ricardo Fernandez (Universidade Federal do Paraná) e Antônio Caldeira (Universidade Estadual de Montes Claros); e do Grupo Ânima, a diretora acadêmica na área da saúde Flávia Abade, a diretora de regulação Ana Paulo Dornelles e o diretor do curso de medicina Adalto Côrrea.  Após a reunião, as equipes visitaram o campus, o Hospital Municipal e a rede pública de atenção básica à saúde.

Comissões

O processo de autorização do curso está acontecendo em duas etapas com a Camem e o Inep. A Camem, vinculada ao Ministério da Educação (Mec) tem por finalidade ampliar a oferta de vagas em cursos de graduação em medicina no âmbito das Instituições Federais de Ensino Superior (IFES), a fim de diminuir a carência de médicos no País e reduzir as desigualdades regionais na área de saúde - objetivos que também estão presentes no Programa Mais Médicos do Governo Federal.

Entre as competências estão monitorar a implantação do curso de graduação na Cidade. O acompanhamento também ocorre uma vez por ano pela comissão para avaliar o andamento do curso. Já o Inep é uma autarquia federal vinculada ao MEC que subsidia a formulação de políticas educacionais dos diferentes níveis de governo com intuito de contribuir para o desenvolvimento econômico e social do país.

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Negou

Ex-prefeito Bili garante que não houve dolo e que vai recorrer de decisão

O juiz Leonardo de Mello Gonçalves, da Vara da Fazenda Pública do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP), condenou o ex-prefeito Luis Cláudio Bili Lins da Silva por improbidade administrativa e dano ao erário

Itanhaém

Vamos ajudar? Banco de leite materno de Itanhaém precisa de doações

O alimento pode ser compartilhado para ajudar a salvar a vida de diversos bebês na UTI Neonatal

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter