Fabiane de Jesus pode dar nome à lei

A dona de casa, de 33 anos, foi linchada por vários moradores do bairro Morrinhos, em Guarujá, no sábado, dia 3, e morreu na manhã de segunda-feira, dia 5

Comentar
Compartilhar
14 MAI 201410h46

O advogado da família de Fabiane Maria de Jesus, Airton Sinto, propôs ao deputado federal Ricardo Izar Junior (PSD-SP), que apresente o projeto de lei Fabiane de Jesus. “Essa ideia surgiu em conjunto e espero que seja criada a figura penal daquele que, por conta de uma notícia falsa, cause um prejuízo desse tamanho”, diz.

A dona de casa, de 33 anos, foi linchada por vários moradores do bairro Morrinhos, em Guarujá, no sábado, dia 3, e morreu na manhã de segunda-feira, dia 5.

Fabiane foi atacada ao ser confundida com uma sequestradora de crianças que realizava rituais de magia negra cujo retrato falado foi publicado na página ‘Guarujá Alerta’, no Facebook.

O advogado da família de Fabiane Maria de Jesus, Airton Sinto, propôs ao deputado federal Ricardo Izar Junior (PSD-SP), que apresente o projeto de lei Fabiane de Jesus (Foto: Reprodução)