Ex-diretor do Mossad critica visita de Netanyahu aos EUA

"A pessoa que causou mais dano a Israel na questão iraniana é o primeiro-ministro", declarou ao jornal Yediot Ahronot nesta sexta-feira

Comentar
Compartilhar
27 FEV 201516h24

Meir Dagan, ex-diretor do Mossad, agência de Inteligência israelense, se uniu a Casa Branca nas críticas ao primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, que pretende discursar no Congresso americano contra um acordo nuclear com o Irã, na próxima semana. "A pessoa que causou mais dano a Israel na questão iraniana é o primeiro-ministro", declarou ao jornal Yediot Ahronot nesta sexta-feira.

Ele é um crítico feroz da política de Netanyahu em relação ao Irã, sendo contrário a um possível ataque militar de Israel às instalações nucleares do país.

Dagan foi diretor do Mossad de 2002 a 2010, período em que ocorreram missões secretas contra cientistas nucleares iranianos e ataques cibernéticos que atrasaram o desenvolvimento de uma bomba atômica.