Estado promete a Rosana Valle que virá a PG para resolver problema da Curva do S

Viaduto tem causado congestionamentos diários e prejudicado a população do Litoral Sul

Comentar
Compartilhar
21 JUL 2021Por Da Reportagem16h07
Situação do Viaduto da Curva do S será verificadaSituação do Viaduto da Curva do S será verificadaFoto: Reprodução/Facebook

O secretário de Logística e Transporte do Estado de São Paulo, João Octaviano Neto, prometeu à deputada federal Rosana Valle (PSB) que irá pessoalmente a Praia Grande ver a situação do Viaduto da Curva do S, que tem causado congestionamentos diários e prejudicado a população do Litoral Sul. O compromisso foi firmado em reunião marcada pela deputada, que contou com a presença da prefeita Rachel Chini (PSDB).

Rosana Valle lembrou que o governador João Doria prometeu duplicar o viaduto durante a campanha eleitoral, mas nada aconteceu. O viaduto da Curva do S interliga a Rodovia Padre Manoel da Nóbrega à Via Expressa Sul, promovendo uma afunilamento de duas para uma pista, o que retém o trânsito, causando longas filas nos horários de pico, principalmente a partir das 16 horas.

“Se é compromisso do governador João Doria, a gente cumpre”, disse o secretário quando cobrado a respeito por Rosana Valle. João Octaviano pediu também a presença da Agência de Transportes do Estado (Artesp) na visita. Isso porque, quando questionado sobre o viaduto, o representante do órgão, Fernando Watanabe, informou que o projeto para a duplicação do viaduto está em análise na Diretoria de Investimentos da Artesp, mas sem nenhum prazo ou parecer confirmando as obras.

Pedágio fracionado

Em resposta à deputada, que pediu a suspensão do pedágio anunciado para a Rodovia Padre Manoel da Nóbrega com a concessão da estrada, o secretário disse que os moradores da região que utilizam a pista diariamente não pagarão a tarifa cheia, mas fracionada, com desconto de até 80%, conforme a frequência comprovada.

“Como se trata de uma concessão, vai ter mesmo pedágio. Mas vamos cobrar um pedágio justo e o usuário frequente terá um desconto progressivo que pode chegar a 80%”, disse João Octaviano, que confirmou o leilão do trecho para o segundo semestre deste ano.

Rosana Valle disse que o pedágio vai penalizar os moradores do Litoral Sul e do Vale do Ribeira, já castigados pela pandemia e pelo desemprego. O secretário respondeu que o pedágio fracionado, cobrado conforme a distância percorrida, será menor, dando o exemplo do que já ocorre na Rodovia Piracicaba-Panorama, no Interior do Estado. Também participaram da reunião Clodoaldo Pacce Filho, Valdir Dutra, Luiz Carlos Eblak e outros técnicos da secretaria e da Artesp.