X
Cotidiano

Estado Islâmico afirma ter queimado vivo piloto jordaniano

O vídeo, segundo agências internacionais, mostra um homem, apresentado como Maaz Al Kassasbeh, envolto em chamas dentro de uma cela metálica

O grupo extremista Estado Islâmico divulgou hoje (3) um vídeo em que afirma ter queimado vivo o piloto jordaniano capturado em dezembro. O vídeo, segundo agências internacionais, mostra um homem, apresentado como Maaz Al Kassasbeh, envolto em chamas dentro de uma cela metálica.

A autenticidade das imagens não foi confirmada até ao momento. Kassasbeh foi capturado em 24 de dezembro, depois de o caça-bombardeiro F-16 que pilotava se ter caído no Norte da Síria, durante uma missão da coligação internacional que combate os “jihadistas”.

O governo jordaniano chegou a se oferecer para libertar uma “jihadista” iraquiana condenada à morte na Jordânia, Sayida al-Rishawi, em troca da libertação do piloto. A última vez que Kassasbeh apareceu vivo foi num vídeo do grupo extremista em que aparecia juntamente com o jornalista japonês Kenji Goto, cuja execução foi anunciada no sábado.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Praia Grande

Golfinho é encontrado morto na orla de Praia Grande

Mamífero foi encontrado em avançado estado de decomposição por um pescador, que acionou as autoridades

Polícia

Câmera registra 1º caso de PMs de SP matando suspeito desarmado

Existem ainda outros dois casos semelhantes em andamento sendo analisados, mas ainda sem conclusão

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software