Estado de SP registra 282 novas mortes por Covid em 24h

Estado tem 70,9% de ocupação de leitos de UTI dedicados à doença; na Grande São Paulo, há uma ocupação semelhante, de 70,7%

Comentar
Compartilhar
26 JAN 2021Por Bruno Hoffmann - GSP22h07
Agentes da Vigilância Sanitária durante ação para conscientização do uso de máscaras na região da rua 25 de Março, no centro da CapitalFoto: Divulgação/Governo do Estado de São Paulo

O estado de São Paulo registrou nesta terça-feira 1.715.253 casos e 51.838 mortes causadas pela Covid-19. O número representa 282 novas vítimas fatais computadas pela Secretaria do Estado da Saúde em comparação ao dia anterior.

O número de óbitos nas últimas 24 horas não significa que, necessariamente, essas pessoas morreram nesse período, mas que houve o registro do caso pelo governo estadual.

Neste momento, o Estado tem 70,9% de ocupação de leitos de UTI dedicados à doença. Na Grande São Paulo, há uma ocupação semelhante, de 70,7%.

As cinco cidades paulistas com mais casos da doença são São Paulo, Campinas, São José do Rio Preto, São Bernardo do Campo e Santos.

Plano São Paulo
A nova classificação do Plano São Paulo anunciada na sexta-feira (22) entrou em vigor a partir da próxima segunda-feira (25). A medida valerá nos fins de semana dos dias 30 e 31 janeiro e dos dias 6 e 7 de fevereiro.

Com a nova classificação, o estado de São Paulo entra na fase mais rígida do plano de flexibilização aos fins de semana e das 20h às 6h nos dias úteis.

Na fase vermelha, apenas serviços essenciais como farmácias, mercados, padarias e açougues podem funcionar. Enquanto bares e comércios não estão autorizados.

Seis regiões de São Paulo voltaram para a fase vermelha nesta segunda. Ou seja, terão que seguir as regras da fase todos os dias. Veja a lista:

Vermelha (apenas serviços essenciais): Marília, Franca, Presidente Prudente, Barretos, Bauru, Sorocaba e Taubaté;

Laranja (comércio funciona com restrições): Grande São Paulo, Araçatuba, Piracicaba, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, Registro, Araraquara, Baixada Santista, Campinas, São João da Boa Vista.