Esposa de vice é ameaçada por vereadora de Guarujá

Ana Paula Leite, esposa de Renato do Gama, registrou boletim de ocorrência contra Andressa Sales

Comentar
Compartilhar
03 ABR 2017Por Carlos Ratton10h01
Andressa teria entrado no  Fundo Social gritando e foi impedida de agredir Ana Paula pelo próprio maridoAndressa teria entrado no Fundo Social gritando e foi impedida de agredir Ana Paula pelo próprio maridoFoto: Divulgação

A política de Guarujá não dá sinais de mudança e, mais uma vez, vira caso de Polícia. A esposa do vice-prefeito, Ana Paula Silva Braga Leite, registrou um boletim de ocorrência (2533/17) contra a vereadora Andressa Sales (PSB), líder do partido do prefeito Válter Suman (PSB) na Câmara, por ameaça.

O fato ocorreu  dentro da sede do Fundo Social de Solidariedade – Rua Cavalheiro Nami Jafet – onde Ana Paula é voluntária. A ocorrência ocorreu na tarde da última sexta-feira (31).  

Segundo o documento policial, a esposa do vice-prefeito e secretário de Educação, Renato Pietropaolo, conhecido como Renato do Gama, estava no terreno da sede do fundo quando dois veículos, após insistente ‘buzinaço’, entraram ‘cantando’ pneus.

De um dos carros, desceu a vereadora Andressa Sales, além de vários homens de consistência física forte. A vereadora passou a gritar com a vítima, falando sobre política municipal, inquirindo Ana Paula “com extrema arrogância”, apontando o dedo indicador.

“Quem foi que lhe disse que estou querendo a cabeça do prefeito? Eu quero saber quem foi? Quer saber, o seu trono e o trono de seu marido (vice-prefeito) vão cair rapidinho. Isso não vai ficar assim”, disse a vereadora,  segundo narrado pela vítima (Ana Paula), na Delegacia Sede de Guarujá.

Agressão

Segundo conta, Andressa Sales não apenas apontou o dedo, como tentou agredi-la. Ana Paula informa que recuou amedrontada com a ameaça a sua integridade física. A filha da esposa do vice, de apenas quatro anos, passou a chorar com a dinâmica dos fatos.

Primeira Dama

Conforme informado à polícia, a esposa do prefeito Válter Suman, Edna Suman, que responde pela presidência do Fundo Social, saiu de dentro da sede do órgão e presenciou toda a cena, ficando bastante assustada.

Cercada

Ana Paula teria sido cercada pelos homens que acompanhavam a vereadora que foi impedida de agredir a vítima porque seu marido interviu gritando: “Andressa, vamos embora, agora”, conta Ana Paula, que está com medo de sair de casa, inclusive para trabalhar.

Mário Lúcio

Segundo consta no boletim de ocorrência, outro vereador, Mário Lúcio da Conceição (PR), não só presenciou tudo, como permaneceu na porta de entrada do Fundo Social impedindo a entrada e saída das pessoas.

Tudo filmado

Conforme Ana Paula, tudo teria sido filmado por um cinegrafista da Prefeitura de Guarujá, que estava no local para registrar um ato cívico.
Outras testemunhas também poderão prestar esclarecimentos à polícia que também obteve a informação que, curiosamente, antes de tudo ocorrer, um assessor da vereadora teria estado no Fundo pedindo doação de fraldas.    

Os lados.

O Diário tentou, durante parte da tarde e início da noite de ontem, ouvir a versão da vereadora Andressa Sales e Mário Lúcio da Conceição, por intermédio de seus celulares e perfis nas redes sociais, mas não conseguiu contato, até o fechamento da reportagem.

Também tentou ouvir a versão do vice-prefeito Renato Renato Pietropaolo e obter uma avaliação sobre o possível desgaste político com o prefeito Válter Suman.

Somente por volta das 22 horas a Prefeitura de Guarujá, por intermédio de sua Assessoria de Imprensa, informou que      o prefeito Válter Suman ficou sabendo da situação superficialmente, mas que não iria se furtar a tomar uma posição sobre a grave situação.

“Estou ainda tomando ciência de todos os fatos e no momento certo irei me posicionar sobre o ocorrido”, disse Suman, em nota da Assessoria.

Já o vice-prefeito Renato Pietropaolo não se manifestou a respeito do episódio.