X
Cotidiano

Especial 100 dias: Qualidade do serviço público é destacado por Gouvêa

Apesar das dificuldades, o prefeito elenca os principais objetivos cumpridos e destaca o trabalho a frente da Administração

Reorganizar as dívidas do munícipio e resgatar o orgulho do vicentino foram as principais metas do prefeito Pedro Gouvêa ao assumir o comando de São Vicente / Rodrigo Montaldi/DL

Reorganizar as dívidas do munícipio e resgatar o orgulho do vicentino foram as principais metas do prefeito Pedro Gouvêa ao assumir o comando de São Vicente. Apesar das dificuldades, o prefeito elenca os principais objetivos cumpridos e destaca o trabalho a frente da Administração.

“Dos 100 primeiros dias nós temos muitas vitórias. Eu não vou me fazer de humilde. Vou comemorar. A cidade é outra sem sombra de dúvidas. Estamos conseguindo desde a questão da limpeza, a questão da qualidade do serviço público oferecido. Ainda temos muitos problemas a serem vencidos. Os problemas não são problemas de 100 dias. São problemas de quatro anos que a gente vai ter que vencer. O que eu venci ontem, amanhã vou ter que vencer de novo. Aqui não tem dia fácil. O dia fácil é o dia de ontem. A gente precisa continuar debruçado buscando vitórias. Aqui todo mundo tem que estar motivado para todo dia matar um leão. Para todo dia conseguir resolver os problemas que são condizentes a sua pasta e secretaria”, aponta.

Gouvêa enfrentou protestos de munícipes após sancionar a Lei Complementar 10/2017, que permitiria a criação de 15 novos cargos comissionados na Câmara, o que culminaria com um acréscimo de R$2 milhões por ano na folha de pagamento. A legislação foi revogada na última semana.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

CORINTHIANS

Róger Guedes perde pênalti, e Corinthians decide vaga com Boca na Argentina

O Corinthians volta a campo no próximo sábado (2), às 16h30 (de Brasília), para medir forças com o Fluminense pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro

Mundo

Ao menos 51 pessoas são encontradas mortas em caminhão abandonado

Há suspeita de que as vítimas sejam imigrantes que entraram no país de maneira irregular

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software