Escola de Guarujá promove ações de combate à dengue e febre chikungunya até sexta-feira (13)

A programação de atividades na unidade escolar acontece até sexta-feira (13), com uma passeata pelo bairro do Jardim Boa Esperança

Comentar
Compartilhar
12 MAR 201512h34

A preocupação de formar jovens alunos em cidadãos multiplicadores de informações é o desafio da Escola Municipal Professora Myriam Terezinha W. Millbourn, no Jardim Boa Esperança), em Guarujá. A unidade está promovendo ações de combate à dengue e febre chikungunya, com os estudantes.

Em 22 de fevereiro, a Escola deu início ao trabalho, cuja programação termina nesta sexta-feira (13), onde será realizada uma passeata às 10h30 e às 13h30, pelo bairro Jardim Boa Esperança, conscientizando a população para finalizar a primeira etapa das atividades.

O objetivo é conscientizar e formar agentes de saúde mirins na unidade de ensino, para que eles consigam repassar todo o conteúdo aprendido na escola aos moradores do bairro. Dentre as ações realizadas, os estudantes estão recebendo palestras sobre a dengue e chikungunya, além da produção de folders e cartazes, trazendo os cuidados que todos devem ter para evitar a doença.

Um fórum da dengue é outro ponto que está sendo desenvolvido com os estudantes, onde é exibido um vídeo, que explica quais os principais cuidados no combate ao mosquito aedes aegypti, transmissor da doença. Depois, os alunos realizam discussão sobre o que foi visto e também relatam situações do dia-a-dia.

A orientadora de ensino da EM Professora Myriam Terezinha, Elizabeth Araújo de Sá, responsável por esse trabalho, disse que a aceitação dos alunos para com as ações realizadas foi algo surpreendente. “A forma como eles estão recebendo as informações e se preocupando com o fato de multiplicá-las é algo muito importante. E nosso trabalho é realmente despertar o interesse deles sobre o assunto”, salientou.