Escola Acácio de Paula Leite Sampaio vira debate e denúncia no MP

Vereadora Audrey Kleys faz audiência e munícipe ingressa com denúncia no Ministério Público

Comentar
Compartilhar
11 ABR 2019Por Carlos Ratton07h20
Escola Acácio de Paula Leite Sampaio, na Vila Nova, está abandonada há anos pelo poder públicoEscola Acácio de Paula Leite Sampaio, na Vila Nova, está abandonada há anos pelo poder públicoFoto: Nair Bueno/DL

O estado de abandono da Escola Estadual Acácio de Paula Leite Sampaio, localizada na Rua Sete de Setembro, 11, na Vila Nova, em Santos, virou denúncia no Ministério Público Estadual (MPE) e tema de debate, amanhã (12), às 9 horas, na Câmara de Santos.

"Desde o início do mandato cobro a reativação desta escola tão importante para a educação da nossa região. Em 2017, promovi uma audiência para tratar do assunto, com a participação de representantes do Centro Paula Souza e da Prefeitura", lembra a vereadora Audrey Kleys (Progressistas), responsável pela audiência, que tem o objetivo de planejar e promover ações para abrir a escola técnica.

A parlamentar santista lembra da previsão de um investimento de R$ 8 milhões para as obras de restauração e adequação do prédio e a licitação deveria acontecer no primeiro semestre do ano passado, com prazo de entrega para 2020.

"Infelizmente, as cobranças não foram atendidas. Diante da importância e da história da Acácio de Paula, decidi continuar lutando para reverter essa situação. Para isso, estou unindo forças com outros representantes da Cidade, como meu colega de partido, o deputado estadual Kenny Mendes. Vamos caminhar juntos neste processo, para que as autoridades possam olhar de forma séria e prioritária essa questão", finaliza, já adiantando a presença de Kenny no encontro.

Denúncia

No caso do MP, a denúncia foi feita pelo munícipe Osman Saraiva de Andrade Filho, que pede a instauração de inquérito civil para investigar a situação. Para Osman de Andrade, é público e notório o estado de abandono no qual se encontra o imóvel, importante unidade de ensino e de relevância histórica, inaugurada em 1967.

"Quem passa pelo local pode constatar o estado deprimente da antiga escola, com vidraças quebradas, mato alto, fezes e muito lixo na sua entrada principal, uma verdadeira cena de tristeza, principalmente para professores e alunos que por ali passaram", afirma o munícipe, que é ex-aluno.

Segundo o munícipe, a deterioração progressiva está causando prejuízo patrimonial e ao erário, sendo necessária uma utilidade específica para a unidade. "A Prefeitura de Santos informou um convênio com o Centro Paula Souza, ligado ao Governo do Estado de São Paulo, para a implantação de uma Etec, porém até hoje, nada aconteceu, e o imóvel está lá, abandonado", finaliza.

Município

No final de 2013, a Prefeitura de Santos encerrou os cursos técnicos na escola municipal e anunciou um convênio com o Centro Paula Souza para a instalação de uma Etec no prédio. A ideia era que os cursos tivessem início no primeiro semestre de 2015, no entanto, até o momento não foi levada adiante. Ontem, a Prefeitura confirmou que a escola pertence ao Centro Paula Souza e alertou que a questão seria com a entidade.

O Centro Paula Souza já havia afirmado que o projeto de reforma e adequação das instalações da escola Acácio para implantação da terceira Etec do Município estava sendo analisado pela instituição. Ontem, procurada pela Reportagem, a instituição não se manifestou.