Acesso de caminhões ao Porto de Santos está bloqueado até sexta-feira

Decisão foi tomada para evitar tumulto na entrada da cidade, por conta do incêndio nos tanques da Ultracargo

Comentar
Compartilhar
06 ABR 201513h03

O Gabinete de Integração, que reúne setores da prefeitura e dos governos estadual e federal, decidiu hoje (6) que até sexta-feira ficará bloqueado o acesso de caminhões à margem direita do Porto de Santos. Os caminhões que têm como destino a margem esquerda (Guarujá) poderão seguir normalmente.

A medida foi tomada para que não haja um estrangulamento na entrada da cidade por conta do incêndio que ocorre nos tanques da Ultracargo, no bairro Alemoa, desde a última quinta-feira. “Nossa preocupação é preservar o direito e mobilidade do santista”, afirmou o prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa.

O bloqueio realizado pela ARTESP (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) e pela Ecovias, concessionária que administra o Sistema Anchieta/Imigrantes, e pela Polícia Rodoviária já acontece no Km 39 da Via Anchieta, mas vai ser levado também ao Rodoanel e às rodovias Imigrantes, Anhanguera, Dutra e Ayrton Senna. Os pontos dos demais bloqueios ainda não tinham sido definidos.

Caminhões estão proibidos de entrar em Santos (Foto: Luiz Torres/DL)

O secretário de Segurança Pública do Estado, Alexandre de Moraes, ressalvou que veículos com produtos perecíveis serão liberados para seguir até o Porto, mas sob escolta. Ele estimou que esse movimento represente 5% do volume geral de carga.

Desde a meia noite, a chegada de caminhões estava impedida do Planalto em direção à Margem Direita do Porto. Essa interrupção, porém, não afeta a circulação dos ônibus, no Sistema Anchieta-Imigrantes (SAI). O objetivo da proibição, é evitar que a entrada da Cidade fique bloqueado pelos caminhões, que descem em direção ao Porto.