EMTU estende prazo para estudantes da área da saúde utilizarem o Passe Escolar

Até o dia 12, alunos que trabalham no combate à pandemia do Covid-19 poderão utilizar as cotas do Passe Livre e créditos do Meia Tarifa nas linhas metropolitanas

Comentar
Compartilhar
22 JUN 2020Por Da Reportagem18h10
O beneficio foi suspenso devido à interrupção das aulas durante a quarentenaFoto: Rodrigo Montaldi/Arquivo DL

O prazo para os estudantes da área da saúde que estão ajudando no combate ao Covid-19 utilizarem as cotas do Passe Livre ou Meia Tarifa havia sido prorrogado até 22/06 e agora foi estendido novamente até 12 de julho. Para solicitar a liberação do benefício, o interessado deve solicitar uma declaração preenchida pela instituição onde realiza o seu estágio conforme o modelo disponível no site da EMTU/SP, link http://www.emtu.sp.gov.br/passe/indexRegiao.htm

O beneficio foi suspenso devido à interrupção das aulas durante a quarentena, decretada pelo Governo do Estado de São Paulo por meio da Resolução STM 35, de 20/03/2020. Porém, foi permitida a isenção ou desconto no pagamento da tarifa nas linhas intermunicipais gerenciadas pela EMTU/SP àqueles alunos que estão colaborando no combate à pandemia do novo coronavírus.

Como obter - Os interessados em obter o Passe Livre ou o Meia Tarifa devem solicitar ao órgão ligado à saúde em que prestam serviços uma declaração em papel timbrado que contenha o seu nome completo e CPF, além da assinatura do supervisor de estágio. O documento assinado precisa ser enviado por e-mail à EMTU/SP em endereços correspondentes a cada região metropolitana:

Região Metropolitana de São Paulo: Para estudantes com direito ao Passe Livre, o e-mail é [email protected] Para quem tem direito à Meia Tarifa, o e-mail é [email protected] .

Região Metropolitana de Campinas:[email protected] .

Região Metropolitana da Baixada Santista:[email protected] .

Região Metropolitana de Sorocaba:[email protected] .

Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte:[email protected] .

Desde o início da liberação, 133 estudantes fizeram a solicitação, sendo 104 da Região Metropolitana de São Paulo, 24 na Baixada Santista, 3 em Sorocaba e 2 em Campinas.