X

Cotidiano

Empresa de ônibus da Região desmente envolvimento com vandalismos em Brasília

A Poney Turismo, com sede em São Vicente, foi citada por bolsonarista em vídeo

Jeferson Marques

Publicado em 10/01/2023 às 12:11

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Reprodução/Redes Sociais

Um vídeo que está circulando nas redes sociais mostra dezenas de bolsonaristas da Região viajando para Brasília para participar das manifestações dos últimos dias. E um deles cita a empresa de ônibus Poney Turismo, de São Vicente, de uma forma que gerou dúvidas entre os internautas, e muitos acabaram acusando-a de estar financiando os atos terroristas, o que fez com que ela se manifestasse.

Em conversa com o DL, o proprietário da empresa, Marcos Rocha (73), explicou que a Poney Turismo nada tem a ver com os atos de vandalismo ocorridos em Brasília no último domingo (08), e que foi contratada apenas para prestar o serviço de transporte das pessoas.

"Não tenho como perguntar ou monitorar o que as pessoas íam fazer lá. Este senhor (que aparece no vídeo) veio até aqui e contratou nosso serviço de transporte até Brasília. Apresentou documentações, lista de passageiros e fizemos a locomoção do seu grupo até lá. Mas nada temos a ver se eles estavam ou não envolvidos naquela bagunça", explica.

"Volto a repetir: não tenho como fiscalizar o que os locatários vão fazer nos seus destinos finais. Eu apenas ofereço o transporte e, estando a documentação em dia, presto o serviço. Nada mais", enfatiza Rocha.

No vídeo, o homem, que se indentifica como "Parreira", diz que o grupo, de 50 pessoas, estava saindo de Santos à bordo da Poney Turismo, e que a viagem custou R$ 17 mil. Todavia, alguns internautas ficaram confusos com a maneira em que a empresa foi citada, e acabaram entendendo que ela estava financiando ou participando dos atos antidemocráticos.

"Lá em Brasília nosso veículo ficou em uma garagem, e não serviu de hotel para ninguém, conforme outras empresas fizeram. Se esse grupo esteve ou não envolvido no vadalismo, é a Justiça que dirá. Nós não temos nada a ver com isso", reforça Rocha.

Também nas redes sociais a empresa se manifestou através de nota e disse que jamais financiou ou compactuou com qualquer ato de agressão à Democracia e ao Estado Democrático de Direito, e que está verificando providências legais e jurídicas sobre o uso indevido de seu nome.

Parreira acrescenta, ainda, no vídeo, que mais de 50 ônibus deixaram Santos rumo à Brasília, mas, até o fechamento desta reportagem, não conseguimos confirmar a informação, tampouco de quais locais saíram esses veículos.

Assim que isso ocorrer, este conteúdo poderá ser atualizado.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Diário Mais

Mau presságio? Branqueamento de corais pode ser sinal da morte dos oceanos; entenda

Estruturas são a base do Oceano

Nacional

Não perca as contas: você sabe quantas vezes o cantor Fábio Jr. se casou?

A lista é bem extensa e pode confundir os fãs

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter