Em SP, sem-terra marcharão 430 km contra gastos da Copa

A chegada em São Paulo ocorre ainda durante a Copa e estão previstas manifestações na capital

Comentar
Compartilhar
06 JUN 201416h03

Uma caravana com 1,5 mil sem-terra sai em marcha, domingo, dia 8, de Assis, no oeste paulista, em direção à capital para protestar contra os gastos da Copa. A marcha, que também vai cobrar a reforma agrária e apoio do governo à agricultura familiar, percorrerá 430 quilômetros em 18 dias por algumas das principais rodovias do Estado, como a Raposo Tavares e a Castelo Branco.

A chegada em São Paulo ocorre ainda durante a Copa e estão previstas manifestações na capital. "Não será um posicionamento contrário à Copa, pois sem-terra também gosta de futebol, mas a questão está na inversão das prioridades. É contraditório aplicar bilhões num evento de âmbito mundial e não atentar para a realidade de milhões de pessoas que vivem em extrema pobreza no campo", disse José Rainha Júnior, coordenador da Frente Nacional de Luta (FNL), que organiza a marcha.

Uma caravana com 1,5 mil sem-terra sai em marcha, domingo, dia 8, de Assis, no oeste paulista, em direção à capital para protestar contra os gastos da Copa (Foto: Alice Vergueiro)