Em dois dias, 200 cães e gatos são vacinados em Santos

A ação, que visa prevenir doenças virais, segue até sexta-feira (14) na Rua Visconde do Embaré, 133, em frente ao Bar do Tachinha

Comentar
Compartilhar
12 MAI 2021Por Da Reportagem08h30
A vacina V8 auxilia na prevenção da cinomose, hepatite infecciosa canina, parvovirose, coronavirose e leptospiroseA vacina V8 auxilia na prevenção da cinomose, hepatite infecciosa canina, parvovirose, coronavirose e leptospiroseFoto: Divulgação/PMS

Desde esta segunda-feira (10), 200 animais já foram imunizados com as vacinas V8 (cães) e V4 (gatos) no bairro Valongo pela Prefeitura de Santos. A ação, que visa prevenir doenças virais, segue até sexta-feira (14) na Rua Visconde do Embaré, 133, em frente ao Bar do Tachinha. Senhas são distribuídas às 9h e o atendimento ocorre até meio-dia. É obrigatório o uso de máscara de proteção e o distanciamento social entre os tutores.

Podem ser imunizados cães a partir de 45 dias e gatos a partir de 60 dias de vida. O serviço realizado pela Coordenadoria de Defesa da Vida Animal (Codevida) prioriza animais que o tutor não tem condições de fazer a vacinação em clínicas particulares.

"Hoje sabemos que a medicina preventiva é muito importante, por esse motivo fazemos a campanha de vacinação viral, que previne contra as principais doenças virais de cães e gatos", afirma a coordenadora da Codevida, Karoline Castro, ressaltando que outra forma de prevenção de doenças é a castração em machos e fêmeas. "Com essas duas ações, conseguimos promover a saúde dos peludos de nosso Município", acrescenta.

A vacina V8 auxilia na prevenção da cinomose, hepatite infecciosa canina, parvovirose, coronavirose e leptospirose (sorovares Canicola e Icterohaemorrhagiae). Já a V4 previne contra panleucopenia, calicivirose, rinotraqueíte e clamidiose.

DOSES E DOCUMENTOS

Por dia, são disponibilizadas 60 doses para cães e 40 para gatos. Munícipes devem apresentar RG, CPF e comprovante de residência. Cães devem ser levados com guia e coleira; já gatos precisam estar em caixa de transporte. Não serão imunizados animais que chegarem soltos. A ação é promovida toda semana em um bairro da Cidade pela Codevida, ligada à Secretaria de Meio Ambiente (Semam).