Em defeso, camarão pode encarecer a Sexta-feira Santa na Região

O quilo do camarão-rosa chega a custar R$ 100 no Mercado de Peixe; variação entre boxes chega a R$25

Comentar
Compartilhar
18 ABR 2019Por Vanessa Pimentel07h20
O quilo do camarão-pistola não sai por menos de R$ 110, mas até a semana passada custava R$ 85Foto: Nair Bueno/DL

Requisitado no tradicional almoço da Sexta-feira Santa, o camarão pode pesar no bolso do consumidor, já que a pesca está proibida até o fim de maio, o que aumenta o preço da mercadoria.

No Mercado de Peixe, em Santos, a dica é pesquisar preço entre os boxes, já que os valores variam bastante entre um e outro.

Em um dos boxes, por exemplo, o quilo do camarão-rosa grande chega a R$ 100, mas basta dar uma volta no mercado para encontrar a mesma espécie sendo vendida a R$ 75.

Questionada sobre a diferença de valores, a permissionária explicou que o tamanho faz a diferença na hora de precificar.

O quilo do camarão-pistola não sai por menos de R$ 110, mas até a semana passada custava R$ 85. "É a época que a gente mais vende", explica um vendedor.

Também foi constado aumento no preço dos peixes mais procurados para a data, como o salmão, que há dias atrás custava R$ 35 o quilo, e agora é encontrado por R$ 42. Já o quilo do robalo é vendido por R$ 48 em quase todos os boxes, um aumento de R$ 3 nos últimos dias.

Para quem não quer deixar de seguir a tradição, mas também não pode gastar muito, a pescada amarela vale a pena já que o preço se manteve em R$ 20 Kg.

Questionados sobre a expectativa de vendas para a Semana Santa, os permissionários estão empolgados, já que desde a última terça-feira, o movimento no local está acima do esperado, dizem.

Bacalhau

Prato principal, o quilo do bacalhau do Porto (pedaço), é vendido por R$ 79,90 em um hipermercado de Santos. Em lascas, sai por R$ 49,90 kg. Já o tipo bacalhau Polaca em lascas é o mais em conta, encontrado por R$ 23,39.