X
Cotidiano

Eleitores de Mongaguá voltam às urnas para eleger prefeito em 28 de outubro

A resolução que dispõe sobre as normas e o calendário eleitoral foi aprovada nesta terça-feira (12)

O plenário do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), em sessão desta quarta-feira (12), marcou para 28 de outubro de 2018 a realização de nova eleição para os cargos de prefeito e vice-prefeito do município paulista de Mongaguá, na Baixada Santista.

A Resolução nº 450/2018, aprovada na sessão, fixou o calendário eleitoral resumido e as normas para a organização do novo pleito. O candidato que deu causa à nulidade da eleição não poderá participar da disputa.

Estarão aptos a votar os eleitores em situação regular e com domicílio eleitoral no município até o dia 9 de maio de 2018. Já para concorrer, os candidatos devem possuir domicílio eleitoral na respectiva circunscrição pelo prazo mínimo de seis meses antes da data da eleição (até 28/04)e estar com a filiação partidária deferida no mesmo prazo, desde que o estatuto partidário não estabeleça prazo superior.

O prazo de seis meses vale também para o partido político que pretende lançar candidato. Nesse caso, a legislação eleitoral determina o registro de seu estatuto no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) até 28 de abril de 2018 (seis meses antes) e que, até a data da convenção, tenha órgão de direção municipal devidamente anotado no TRE-SP.

Calendário eleitoral resumido

As convenções destinadas a deliberar sobre a escolha dos candidatos a prefeito e a vice-prefeito e a formação de coligações serão realizadas no período de 20 a 25 de setembro.

O prazo para a entrega do requerimento de registro de candidatura pelos partidos e coligações termina às 19 horas do dia 28 de setembro. O pedido deve ser apresentado ao cartório da 189ª Zona Eleitoral – Itanhaém - , que abrange o município de Mongaguá. Logo após essa data, a partir de 29 de setembro, será permitida a propaganda eleitoral.

A resolução dispõe que o prefeito e o vice eleitos sejam diplomados pela Justiça Eleitoral até 30 de novembro. A data precisa será fixada em ato próprio pelo juiz do cartório.

O prefeito eleito, Artur Parada Prócida, e o vice, Márcio Melo Gomes, foram cassados pela Câmara Municipal em agosto. Mongaguá conta com 44.495 eleitores.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Santos discute queda de Carille em reunião nesta segunda

Dois PMs morrem com suspeita de febre maculosa durante curso

Vítimas eram instrutores da COPC, que teve uma fase de curso em área de mata. Casos seguem em análise pela Fiocruz

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software