Eleições do Sudão são prorrogadas até quinta-feira devido à baixa participação

No estado de Jazira, 152 zonas eleitorais não puderam abrir a tempo devido a “erros administrativos” na distribuição dos boletins e no estado de Kordofan do Sul

Comentar
Compartilhar
15 ABR 201518h50

As eleições gerais do Sudão foram prorrogadas até quinta-feira (16) devido à baixa participação no pleito que se iniciou na segunda-feira (13). A Comissão Eleitoral decidiu-se hoje (15) por mais um dia de votação para permitir aos eleitores escolherem os seus representantes nos parlamentos regionais, no parlamento nacional e na Presidência da República, segundo explicou o chefe da comissão, Mokhtar Al Assam, sem indicar dados sobre a participação.

Na segunda eleição multipartidária desde que o general Omar Al Bashir chegou ao poder, em junho de 1989, por meio de um golpe de Estado, poucos eleitores foram às urnas, sendo registrados problemas administrativos e casos de violência.

No estado de Jazira, 152 zonas eleitorais não puderam abrir a tempo devido a “erros administrativos” na distribuição dos boletins e no estado de Kordofan do Sul, afetado por uma rebelião desde 2011, três zonas eleitorais foram atacadas e depois fechadas, disse Assam.

Presidente há quase 26 anos, Omar Al Bashir, de 71 anos, enfrenta 15 candidatos pouco conhecidos e a maioria dos partidos da oposição boicotam as eleições, como ocorreu em 2010. Os resultados definitivos das eleições são esperados para o final de abril.