Banner gripe

Edu, portador de DMD, faz sua estreia na Turma da Mônica

Novo personagem tem a mesma doença que o jovem Vitor Zion, morador de Guarujá

Comentar
Compartilhar
16 MAR 2019Por Glauco Braga09h00
Albenizia Melo, Vagner da Silva e Juliana de Luna estiveram no lançamento da revistaFoto: Divulgação

Maurício de Souza, criador dos personagens da Turma da Mônica" lançou um novo projeto editorial o "Cada passo importa"que conta a história do menino Edu, de nove anos, que tem Distrofia Muscular de Duchenne (DMD), doença genética caracterizada pela deterioração muscular progressiva.

A história e os traços do personagem Edu são semelhantes aos de Vitor Zion, morador de Guarujá que tem a DMD. Ele, hoje, está na cadeira de rodas e faz um tratamento paliativo com sete remédios. O jovem vai para a escola todos os dias e tem um gasto mensal de R$ 600,00, já que os medicamentos não estão disponíveis na rede pública de saúde. O menino tem perda muscular e passa pela fisioterapia motora, respiratória e fonoaudióloga e psicóloga.

A DMD ocorre em um a cada 5 mil meninos em todo o mundo e sua evolução é rápida, podendo levar ao falecimento do paciente na adolescência ou no início da fase adulta. O sinal mais importante da doença é a perda de força muscular, ou seja, as pessoas com DMD perdem progressivamente a capacidade de realizar atividades simples de forma independente e muitas vezes requerem o uso de cadeira de rodas no início da adolescência.

A primeira história com o novo personagem será lançada em março no Congresso Paulista de Pediatria. O projeto ainda contará com um site com novas histórias do personagem Edu, que também será lançado dia 24 de março ((www.cadapassoimporta.com.br).

A Associação Mães Duchenne Brasil esteve presente no evento com a diretora de comunicação e evento Juliana de Luna Pereira, mãe de Vitor Zion. A entidade faz parte da Alianca Distrofia Brasil, que conta com associações do Brasil todo. Vitor, inclusive, enviou a Maurício de Souza, um desenho feito por ele.

Colunas

Contraponto