Ecopontos recuperam e doam 30 bicicletas em oito meses

Inserido no projeto Bicicleta Velha Bota pra Rodar, retomado neste mês de abril, em comemoração ao Dia Mundial da Bicicleta

Comentar
Compartilhar
11 ABR 2018Por Da Reportagem18h50

Quem não tem quer ter e quem tem, muitas vezes nem lembra que ela está lá. Pensando nisso e, de quebra, nos benefícios que a bicicleta traz para a sociedade, saúde, meio ambiente e mobilidade urbana, a Associação Brasileira de Ciclistas (ABC) propôs, em parceria com a ONG Sem Fronteira e apoio da Secretaria de Meio Ambiente (Semam), uma saída inteligente e solidária para dar vida nova às velhas magrelas: o Ecoponto de Bicicletas.

Inserido no projeto Bicicleta Velha Bota pra Rodar, retomado neste mês de abril, em comemoração ao Dia Mundial da Bicicleta, o descarte consciente e solidário tem por objetivo reutilizar as peças de bikes, patins, skates e até de cadeiras de rodas para recuperar, e devolver ao uso, as bicicletas antes quebradas.

Todo o trabalho de restauração e montagem, segundo o presidente da ABC, Jessé Teixeira Felix, é feito com a ajuda de mecânicos profissionais e de oficinas especializadas. Os profissionais analisam o item doado a fim de eliminar aquelas que apresentam riscos de estrutura. "Muitas peças não dão para recuperar, pois o principal da bicicleta, que são quadro e garfos, está enferrujado e oferece risco de quebrar e causar acidentes. Nesses casos, elas são incineradas em um forno industrial", explica Jessé.

Com oito meses de atuação, já foi possível recuperar e doar 30 bicicletas, o que deixou os organizadores otimistas e cheio de planos. "O próximo passo é construir bicicletas adaptadas", afirma o presidente da Associação.

Pessoas interessadas em ganhar uma bicicleta através do projeto devem se inscrever pelo e-mail [email protected]

Pioneiro

O primeiro Ecoponto público do Estado foi montado em agosto 2017 e funciona na sede da ONG Sem Fronteira, no Paquetá. Apenas um mês depois de inaugurado, já havia recuperado 12 bikes.

Em três meses, mais dois Ecopontos foram criados. Em outubro, na Sociedade de Melhoramentos da Ponta da Praia e, em novembro, no Orquidário. Em 2018, foram adicionados mais dois pontos para descarte: Vila Mathias e subprefeitura da Zona Noroeste.

As próximas cidades a receber o projeto serão São Vicente, Praia Grande e Guarujá.

Como e onde descartar

As doações podem ser feitas diretamente no local ou os interessados podem agendar a retirada do material pelos telefones 3025-7373 ou 99135-0360. Também é possível entrar em contato através do e-mail [email protected] e [email protected]

Os ecopontos funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 18h nos seguintes endereços:

ONG Sem Fronteira
Rua da Constituição 75, Paquetá

Sociedade Melhoramentos da Ponta da Praia
Rua Maestro Heitor Villa Lobos, 160

Orquidário
Praça Washington s/ nº, José Menino

Sociedade de Melhoramentos da Vila Mathias
Rua Lucas Fortunato, 45