X
Cotidiano

Duzentas mães reivindicam merenda em Mongaguá

Elas se aglomeraram desesperadas nesta quarta-feira (2) em busca do kit de merenda que, segundo contam, há meses foi suspenso pela prefeitura

Os kits deveriam ser entregues nas escolas para evitar aglomeração / Divulgação

Cerca de 200 mães de crianças de seis meses (creches) e estudantes do Ensino Fundamental de Mongaguá se aglomeraram desesperadas nesta quarta-feira (2), sem o distanciamento social necessário, em frente ao Departamento de Educação do Município (DEM), em busca do kit de merenda que, segundo contam, há meses foi suspenso pela Administração. A busca pelos kits foi desta forma por conta de aviso pelo Facebook e não por iniciativa da Prefeitura.

Segundo Elisângela Valesi, que estava entre as manifestantes, os kits deveriam ser entregues nas escolas para evitar aglomeração. Ela acredita que a Administração está restringindo o benefício a quem a apoia. “É uma vergonha. As mães estão sendo humilhadas. Descobrimos que a entrega estava sendo feita escondida. A maioria das mães sequer sabe o que está ocorrendo. Estão escolhendo quem recebe e quem não”, dispara.

Outra mãe lembra que a Cidade possui 16 escolas e não precisava ser desta forma. Além disso, estão fornecendo um kit por família, quando deveria ser um por criança. “Estavam entregando somente para algumas pessoas. Não sei porque isso está ocorrendo, pois é direito garantido por lei”, desabafa.

Elisângela confirma que não foram entregues os kits de abril e maio. Junho entregaram. “Depois, voltou a entregar julho e agosto e os kits ainda estão violados. As mães de Mongaguá estão esquecidas”, afirma. 

PREFEITURA.
A Prefeitura esclarece que a aglomeração ocorreu por causa de publicações em redes sociais, sem fundamento, realizadas por pré-candidatos a vereador que fazem oposição à atual Administração. Garante que em junho, realizou a entrega de kits aos alunos de oito creches e 30 escolas municipais, inclusive aos estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA). "A distribuição ocorreu entre de 3 a 10 de junho. Como algumas famílias não compareceram nestas datas, a Diretoria Municipal de Educação prorrogou o prazo até o dia 19 de junho", afirma em nota.

Desta etapa, restaram cerca de 500 kits de alimentação escolar. Esses kits foram entregues, nesta semana, a famílias de alunos, que fizeram a solicitação junto às diretorias de creches eu escolas, em virtude de dificuldades econômicas agravadas durante a pandemia. Foram atendidas prioritariamente, neste momento, as famílias em situação de vulnerabilidade social.

A Prefeitura garante que realizou ampla divulgação de todos os calendários de entrega de kits de alimentação escolar aos alunos da Rede Municipal de Ensino. Todos os processos foram acompanhados por representantes do Conselho Municipal de Educação; de Alimentação Escolar e Conselho do Fundeb.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Futebol

Recuperado da covid-19, Carille comanda treino, mas não irá a campo neste sábado

Carille só poderá comandar o Santos no clássico contra o Corinthians, na próxima quarta-feira, às 21h35, na Neo Química Arena, em São Paulo, pela terceira rodada do Estadual

Política

Lula celebra fim do caso tríplex e ataca Moro

A juíza Pollyanna Alves, da 12ª Vara Federal Criminal de Brasília, arquivou o processo contra o ex-presidente em decisão tomada nesta quinta-feira (27). Na ação, o ex-presidente era acusado de lavagem de dinheiro e corrupção

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software