Disque 100 e Ligue 180 são integrados a Guarujá

O objetivo é agilizar e melhorar as respostas para os registros de violações no município

Comentar
Compartilhar
05 ABR 2021Por Da Reportagem15h00
Com as parcerias, as prefeituras atuarão como uma central responsável pelo fluxo de encaminhamento de denúncias dentro de suas competênciasCom as parcerias, as prefeituras atuarão como uma central responsável pelo fluxo de encaminhamento de denúncias dentro de suas competênciasFoto: Reprodução

Para agilizar e melhorar o fluxo de encaminhamento de denúncias de violações de direitos humanos, o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) celebrou acordos com os municípios de Hortolândia e Guarujá, no estado de São Paulo.

Com as parcerias, as prefeituras atuarão como uma central responsável pelo fluxo de encaminhamento de denúncias dentro de suas competências. O objetivo é agilizar e melhorar as respostas para os registros de violações nos municípios.

Para o ouvidor nacional de direitos humanos, Fernando Ferreira, essas parcerias são importantes para quem enfrenta violência na ponta. “Nós estamos aprimorando um fluxo que permitirá mais respostas aos cidadãos que contanto com as plataformas de denúncias do Disque 100 e Ligue 180. Estamos pensando em mais Brasil e menos Brasília”, disse.

Para o secretário municipal de Desenvolvimento e Assistência Social de Guarujá, Giuliano Vidotto, “a parceria prevê o acesso à ferramenta de extrema importância tanto na proteção social de pessoas mais vulneráveis, quanto à sistematização de dados de denúncias que chegam ao município”, explicou.

Além da articulação com órgãos públicos da União, de estados e municípios, a Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos (ONDH) trabalha desde 2019 na ampliação das plataformas para denúncias de direitos humanos pelo Disque 100 e Ligue 180. Hoje, é possível denunciar pelo site, aplicativo Direitos Humanos Brasil, pelo Telegram e pelo WhatsApp.

Saiba como denunciar violações pelo Disque 100 e Ligue 180. Clique aqui.

Disque 100 e Ligue 180

O Disque 100 e o Ligue 180 são serviços gratuitos para denúncias de violações de direitos humanos e de violência contra a mulher, respectivamente. Qualquer pessoa pode fazer uma denúncia pelos serviços, que funcionam 24h por dia, incluindo sábados, domingos e feriados. Além de cadastrar e encaminhar os casos aos órgãos competentes, a Ouvidoria recebe reclamações, sugestões ou elogios sobre o funcionamento dos serviços de atendimento.