Diplomata brasileiro vai acompanhar buscas por estudante desaparecido no Peru

Carlos Garcede permanecerá no país até o desfecho do caso. Ele deve chegar ainda nesta sexta-feira (4).

Comentar
Compartilhar
04 JAN 201321h23

O diplomata brasileiro Carlos Garcede foi deslocado hoje (4) para o Peru para acompanhar as buscas pelo universitário brasiliense Arthur Paschoali, de 19 anos, que desapareceu na região de Machu Picchu. Garcede permanecerá no país até o desfecho do caso. Ele deve chegar ainda esta noite e logo em seguida terá reunião com o chefe de polícia que está à frente das investigações.

A Polícia Nacional Peruana se reuniu hoje em Lima com o adido policial da Embaixada do Brasil no Peru e garantiu que vai dar prioridade às buscas pelo estudante, que foi visto pela última vez no dia 21 de dezembro, quando saiu para tirar fotografias na região. Uma equipe multitécnica, especializada em buscas em locais íngremes e de difícil acesso, foi acionada. Cães farejadores ajudarão no trabalho.

O ministro das Relações Internacionais do Peru vai receber amanhã (5) o encarregado de negócios do Brasil para que possam discutir o que já foi feito e as ações que ainda podem ser tomadas nas buscas pelo estudante.