Dilma se solidariza com vítimas de chuvas no Rio Grande do Sul

Segundo a Defesa Civil do estado, 510 pessoas estão desabrigadas após as tempestades causarem prejuízos a 13 municípios na noite de terça (22)

Comentar
Compartilhar
23 OUT 201323h07

A presidenta Dilma Rousseff colocou o governo federal à disposição do Rio Grande do Sul para prestar apoio aos afetados pelas chuvas que atingem o estado. Segundo a Defesa Civil do estado, 510 pessoas estão desabrigadas após as tempestades causarem prejuízos a 13 municípios na noite de terça (22).

Em sua conta no Twitter, a presidenta disse que telefonou ao governador do estado, Tarso Genro, para prestar solidariedade às vítimas. A cidade mais atingida foi Esteio, onde choveu durante duas horas a quantidade superior à média mensal. O município e Sapucaia do Sul ficaram com bairros debaixo d'água. Em Esteio, foi instalada uma sala de situação para fornecer atendimento aos atingidos.

“Telefonei para o governador Tarso Genro e lamentei as vítimas das chuvas no Rio Grande do Sul. Coloquei à disposição do governo toda a ajuda federal aos desabrigados e prestei a minha solidariedade ao povo gaúcho”, informou Dilma no microblog.

A presidenta Dilma Rousseff colocou o governo federal à disposição do Rio Grande do Sul (Foto: Agência Brasil)

Mais cedo, Tarso Genro também se manifestou pelo Twitter sobre a situação. “Defesa Civil operando a todo vapor com as prefeituras na calamidade causada pelas chuvas na grande POA”, disse, em referência à região metropolitana da capital Porto Alegre.

Ainda segundo a Defesa Civil, chuvas de granizo atingiram 30 casas na cidade gaúcha de Garibaldi.