Dilma afirma que obras do ‘Onda Limpa’ estão em dia

A secretária de Estado de Saneamento e Energia, Dilma Pena, esteve ontem na Baixada Santista vistoriando as estações de pré-condicionamento e tratamento de esgoto

Comentar
Compartilhar
03 FEV 201322h03

A secretária de Estado de Saneamento e Energia, Dilma Pena, esteve ontem na Baixada Santista acompanhando o andamento das obras do programa ‘Onda Limpa’, do Governo do Estado. Dilma visitou as cidades de Santos, Praia Grande e Mongaguá.     

Segundo Dilma, o cronograma das obras está em dia. “O cronograma está em dia e nós vamos entregar essas obras à população em janeiro do próximo ano. São sete estações de tratamento de esgoto, duas estações de pré-condicionamento e mais dois emissários”. Esses empreendimentos contemplam a primeira etapa do programa, que consiste na infraestrutura necessária à ampliação do saneamento básico na Região. 

Com investimentos de R$ 1,68 bilhão (R$ 373 milhões no Litoral Norte), o programa ‘Onda Limpa’ é o maior projeto de recuperação ambiental em execução no Brasil, com aumento da cobertura da coleta de esgoto de 53% para 95% e tratamento para 100%.

O investimento na Região Metropolitana da Baixada Santista (RMBS) é de R$ 1,3 bilhão e conta com financiamento da Japan International Cooperation Agency (JICA).

As obras do programa ‘Onda Limpa’ na RMBS são: sete estações de tratamento de esgoto com capacidade de 1.621 l/s; duas estações de pré-condicionamento, com capacidade de 6.700 l/s, cerca de 1.200 km de redes coletoras (coletores-tronco, interceptores, linhas de recalque e emissário terrestre), 101 estações elevatórias, 123 mil ligações domiciliares e reforma de seis sistemas de admissão de água dos canais.

“É uma infraestrutura da maior importância que significa praias despoluídas, menos mortalidade infantil, mais saúde para a população e desenvolvimento”. Dilma explica que a segunda etapa a ser entregue em 2011, consiste nas ligações das redes coletoras de esgoto do sistema às residências. “O sistema de coleta continua até o primeiro semestre de 2011, até que todas as residências estejam conectadas a esse sistema”.

A secretária, acompanhada de representantes da Sabesp, visitou em Santos, a Estação de Pré-Condicionamento (EPC), no bairro José Menino, pela manhã. Já em Praia Grande, Dilma vistoriou a Estação Elevatória, instalada na orla da praia, entre os bairros Vila Caiçara e Jardim Imperador, e a Estação de Pré-Condicionamento erguida próxima ao local. Em Mongaguá, a secretária visitou a Estação de Tratamento de Esgoto, localizada no trevo do bairro Agenor de Campos, com a rodovia Padre Manoel da Nóbrega.

O diretor de sistemas regionais da Sabesp, Umberto Semeghini, explica que existem várias tecnologias para tratamento de esgoto. “No litoral é bastante utilizada a tecnologia do emissário submarino. Os esgotos são lançados no emissário. Então você tem dois processos de tratamento. O primário que é o pré-condicionamento, onde acontece a retirada dos sólidos e feita a desinfecção (esgoto) com cloro.

Depois o esgoto é lançado no emissário e o restante do tratamento se dá no próprio mar. Agora, a Estação de Tratamento de Esgoto (ETA) de Mongaguá tem reação biológica. Então nós temos sete estações de tratamento inauguradas e duas estações de pré-condicionamento. O conjunto todo configura um grande processo de tratamento de esgoto”.

Abastecimento

Dilma garante que ao longo deste ano, foram feitos investimentos e troca de equipamentos para garantir o fornecimento de água à demanda de consumo que triplica na Região, durante a temporada de Verão, mas ressalta para o uso racional da água, sem desperdício, para que não falte.