Dicas para não errar na hora de reformar sua casa

Com um pouco de organização e atenção para detalhes importantes é possível reformar sem se descabelar

Comentar
Compartilhar
07 OUT 2017Por Da Reportagem11h02
Só de pensar na palavra reforma muitos já sentem calafriosFoto: Divulgação

Só de pensar na palavra reforma muitos já sentem calafrios. Mesmo no caso de reformas simples as dores de cabeça podem ser tantas que muitas pessoas desistem por medo ou por traumas passados. O fato é que reformar dá trabalho sim, mas com um pouco de organização e atenção para detalhes importantes é possível reformar sem se descabelar. Quem dá as dicas é a arquiteta e consultora do Diário, Carolina Fiuza.

A oferta de produtos é cada vez maior, entretanto é essencial não se deixar levar apenas pelo que é bonito e analisar se aquele produto serve para você e algumas coisas precisam ser levadas em consideração.

Salas e Quartos

A sala deixou de ter apenas uma televisão e um rádio e os quartos deixaram de ser apenas um ambiente para dormir: hoje esses cômodos abrigam diversos outros equipamentos eletrônicos. Mas será que eles estão preparados para isto?

É muito comum em uma mesma casa encontrarmos um computador ou notebook, impressora, aparelho da TV a cabo, roteador de internet, videogame, todos ligados ao mesmo tempo, isso sem contar com os celulares e outros equipamentos que também precisam de energia pois são carregados com certa frequência.

O problema é que na maioria das vezes não existem pontos de energia suficientes. Na hora de reformar, aproveite e reveja não só a quantidade de tomadas, mas também a instalação da residência, principalmente no caso de instalação de equipamentos de grande potência. É importante garantir que a instalação elétrica está preparada para o aumento de demanda.

Cozinhas e Banheiros

Já se foi a época em que só tínhamos pedras naturais como granitos e mármores como opção, hoje as pedras naturais disputam espaço com pedras artificiais como o silestone, corian e nanoglass. As pedras sintéticas possuem uma variedade de cores maior e aparência mais homogênea do que os granitos e mármores.

Embora façam sucesso, o valor das pedras sintéticas é mais alto, principalmente se comparado com o preço do granito. Além do preço é importante analisar aspectos como porosidade e resistência, o granito é uma pedra resistente a desgastes, riscos e impactos assim como o corian e o silestone, já o nanoglass embora possua boa resistência não suporta altas temperaturas e o mármore embora resistente é um material um pouco mais poroso, por isso fique atento ao tipo de pedra para cada ambiente.

Nas cozinhas os fogões estão dando lugar a combinação de cooktop e forno. Existem diversos modelos com diferentes tamanhos, designs e funcionalidades, porém é importante estar atento as dimensões e especificações do produto escolhido pois no caso dos fornos embutidos é necessário garantir ventilação e cada modelo possui exigências diferentes para a instalação. Outro ponto importante é no caso de cooktops e fornos que fiquem em lugares diferentes, caso funcionem a gás será necessário levar o abastecimento para os locais onde se encontram.

Nos banheiros é muito importante ter atenção com a altura das bancadas! A altura padrão utilizada para bancadas é geralmente de 90 cm, porém esta altura deve ser menor caso você escolha utilizar uma cuba de apoio ou de sobrepor, tudo irá depender da altura da cuba escolhida. Seja uma reforma pequena ou grande o ideal é sempre ter profissionais especializados para a execução dos serviços a serem feitos para evitar erros e dores de cabeça.