X
Cotidiano

Dia do Choro terá ampla programação em Santos

No dia 21, a partir das 11h, a Estação do Valongo será palco da apresentação do grupo Pra que Chorar, tendo como convidado Netinho Instrumentista

Santos vai comemorar mais um Dia Nacional e Municipal do Choro / Divulgação/PMS

Dando vida a uma tradição de muitos anos, a Cidade vai comemorar mais um Dia Nacional e Municipal do Choro, a partir do próximo dia 21. Neste dia, a partir das 11h, a Estação do Valongo será palco da apresentação do grupo Pra que Chorar, tendo como convidado Netinho Instrumentista. O show vai anteceder o tradicional passeio musicado na Linha Turística do Bonde, com a participação de convidados e público em geral, às 13h.

Também no dia 21, a partir das 14h, na sede do Clube do Choro (Rua XV de Novembro, 68, Centro Histórico), serão promovidos o lançamento do livro Vamos falar de Santos III, da jornalista Thais Matarazzo, o Bazar Orâmbulo de Economia Criativa, o Festival de Caipirinhas e a abertura da exposição Tem Francês no Choro. Atividades gratuitas são organizadas pela professora Márcia Okida, professores, alunos e ex-alunos do curso de Produção Multimídia da Universidade Santa Cecília (Unisanta).

Às 15h, o Clube do Choro inaugura o espaço em homenagem ao Centenário de Jacob do Bandolim, com descerramento de placa por autoridades e entrega de obra alusiva a Jacob do Bandolim, pelo artista plástico Jotarelli.

Fechando a programação do dia, às 20h30, o Teatro Guarany (Praça dos Andradas, 100, Centro Histórico) recebe a apresentação do Trio Choro Moderno, vindo da capital paulista. O show de abertura ficará a cargo dos alunos da Escola de Choro e Cidadania Luizinho 7 Cordas, mantida pelo Clube do Choro de Santos em parceria com a prefeitura de Santos e a Nita Alimentos.

Apresentações e workshops

No dia 22, a partir das 18h, o Teatro Guarany vai sediar o bate-papo musical com Mônica Marsola do Carmo, da Camerati Casa de Cultura, e Marcello Laranja, pesquisador e Presidente do Clube do Choro de Santos, que vão abordar o tema A influência francesa na Música Brasileira e a definição de Choro por Pixinguinha.

Um pouco mais tarde, às 20h, o público vai conferir a apresentação do grupo Choro & Afins e da cantora Nadja Soares. A abertura será feita pelos jovens da Orquestra do Atelier 3 Tambours, de Paris, composta por 15 alunos que estão em turnê pelo Brasil, onde vão participar de concertos e oficinas, como extensão de seus estudos na França.

Durante todo o dia 23, quando se comemora oficialmente o Dia do Choro - data do aniversário do mestre Pixinguinha -, os jovens da Orquestra do Atelier 3 Tambours vão participar de um workshop na Escola de Choro e Cidadania Luizinho 7 Cordas, no Mercado Municipal. No dia 24, o workshop se repetirá, mas desta vez no Instituto Arte no Dique.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Cubatão

Prefeito de Cubatão anuncia a antecipação do 13º para servidores locais

O pagamento serve para ativos, aposentados e pensionistas servidores público de Cubatão

Santos

Porto de Santos recebeu investimento de R$ 601 milhões em obras

Ministro da Infraestrutura marcou presença em suas inaugurações

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software