Dia do Choro terá ampla programação em Santos

No dia 21, a partir das 11h, a Estação do Valongo será palco da apresentação do grupo Pra que Chorar, tendo como convidado Netinho Instrumentista

Comentar
Compartilhar
11 ABR 2018Por Da Reportagem22h00
Santos vai comemorar mais um Dia Nacional e Municipal do ChoroFoto: Divulgação/PMS

Dando vida a uma tradição de muitos anos, a Cidade vai comemorar mais um Dia Nacional e Municipal do Choro, a partir do próximo dia 21. Neste dia, a partir das 11h, a Estação do Valongo será palco da apresentação do grupo Pra que Chorar, tendo como convidado Netinho Instrumentista. O show vai anteceder o tradicional passeio musicado na Linha Turística do Bonde, com a participação de convidados e público em geral, às 13h.

Também no dia 21, a partir das 14h, na sede do Clube do Choro (Rua XV de Novembro, 68, Centro Histórico), serão promovidos o lançamento do livro Vamos falar de Santos III, da jornalista Thais Matarazzo, o Bazar Orâmbulo de Economia Criativa, o Festival de Caipirinhas e a abertura da exposição Tem Francês no Choro. Atividades gratuitas são organizadas pela professora Márcia Okida, professores, alunos e ex-alunos do curso de Produção Multimídia da Universidade Santa Cecília (Unisanta).

Às 15h, o Clube do Choro inaugura o espaço em homenagem ao Centenário de Jacob do Bandolim, com descerramento de placa por autoridades e entrega de obra alusiva a Jacob do Bandolim, pelo artista plástico Jotarelli.

Fechando a programação do dia, às 20h30, o Teatro Guarany (Praça dos Andradas, 100, Centro Histórico) recebe a apresentação do Trio Choro Moderno, vindo da capital paulista. O show de abertura ficará a cargo dos alunos da Escola de Choro e Cidadania Luizinho 7 Cordas, mantida pelo Clube do Choro de Santos em parceria com a prefeitura de Santos e a Nita Alimentos.

Apresentações e workshops

No dia 22, a partir das 18h, o Teatro Guarany vai sediar o bate-papo musical com Mônica Marsola do Carmo, da Camerati Casa de Cultura, e Marcello Laranja, pesquisador e Presidente do Clube do Choro de Santos, que vão abordar o tema A influência francesa na Música Brasileira e a definição de Choro por Pixinguinha.

Um pouco mais tarde, às 20h, o público vai conferir a apresentação do grupo Choro & Afins e da cantora Nadja Soares. A abertura será feita pelos jovens da Orquestra do Atelier 3 Tambours, de Paris, composta por 15 alunos que estão em turnê pelo Brasil, onde vão participar de concertos e oficinas, como extensão de seus estudos na França.

Durante todo o dia 23, quando se comemora oficialmente o Dia do Choro - data do aniversário do mestre Pixinguinha -, os jovens da Orquestra do Atelier 3 Tambours vão participar de um workshop na Escola de Choro e Cidadania Luizinho 7 Cordas, no Mercado Municipal. No dia 24, o workshop se repetirá, mas desta vez no Instituto Arte no Dique.