X
Cotidiano

'Dia do Centro' tem programação especial nesta segunda em Santos

Repleto de histórias em cada canto, da arquitetura de suas edificações aos monumentos em suas praças, o Centro tem potencial artístico e criativo

Francisco Arrais/PMS

Novas atrações turísticas e de lazer; empresários que acreditam no potencial da região e têm confiança na retomada e na virada econômica; importante área para empreendimentos relacionados à economia criativa; e foco do poder público com vistas à sua revitalização e desenvolvimento. Todos esses investimentos e projeções estão à altura de sua relevância histórica, econômica e turística para o Município e o País.

 É o charmoso Centro Histórico de Santos, que tem seu dia celebrado na próxima segunda-feira (16), com programação marcada por ações culturais, de saúde e cidadania. Marco do início do povoamento da Cidade, conservando ruas de paralelepípedos, edificações históricas e cheiro de café em sua atmosfera, a Região Central já mostra sinais de transformação unindo modernidade e tradição com as obras de extensão do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) e a revitalização do Mercado Municipal. O prédio histórico reunirá mix de negócios focados no comércio tradicional e na economia criativa, atraindo investimentos e maior interesse comercial e turístico à região.

E contará, muito em breve, com a cervejaria Everbrew em um dos espaços do edifício, concedido por meio de licitação pública e cuja escolha foi motivada pelo proprietário Renê dos Santos em razão da perspectiva de transformações urbanísticas locais. Além de fortalecer a região caracterizada por ser comercial e de serviço, toda a transformação inclui política habitacional e intervenções urbanas atreladas ao desenvolvimento social da população, com geração de renda por meio da economia criativa.

“Todas essas ações estão pautadas no potencial que a economia criativa tem para gerar renda com a realização de feiras e festivais. Colocaremos todos os segmentos da economia criativa no Centro para movimentá-lo e revitalizá-lo”, afirma a secretária de Empreendedorismo, Economia Criativa e Turismo (Seectur), Selley Storino, ressaltando o evento da Unesco, a ser realizado em 2022, que terá ações nesta área da Cidade.

CORREDOR DE ARTE

Repleto de histórias em cada canto, da arquitetura de suas edificações aos monumentos em suas praças, o Centro tem potencial artístico e criativo. Não à toa já serviu de cenário para novelas e comerciais de TV rodados na região, como a mais recentes filmagens de uma série cinematográfica sobre um famoso apresentador da televisão brasileira, ambientada no Rio de Janeiro, durante a década de 40.

Além disso, o Centro é palco de importantes eventos, como o Festival Santos Café, Santos Jazz Festival, Santos Criativa Festival Geek, Festival Internacional da Imagem, entre outros importantes eventos na área cultural, como o Festival Santista de Teatro (Festa) e a Tarrafa Literária - Festival Internacional de Literatura de Santos.

E é caminhando pelas ruas que, além de adentrar na história, o olhar mais atento se surpreende com a minimal art do artista Leonardo Leite. Da Rua XV de Novembro, 179, até a Rua Marquês de Herval, 33, ele fez um verdadeiro corredor de arte a céu aberto. A intervenção artística, denominada ‘A Vida é uma Canção Infantil’, abriga mais de 22 obras do artista em muros dos clássicos casarões que ainda vivem no bairro. As artes dele ilustram a infância, com crianças brincando.

“Comecei no ano passado no início da pandemia. São pequenas intervenções, com a ideia de levar ao observador a memória afetiva da infância. Outro aspecto é que, nesse caminho, ele possa passear pelo Centro Histórico prestando atenção a detalhes, como janelas, construções e tudo o que há nele”, diz o artista, apaixonado pelo Centro. “É o lugar mais incrível da Cidade, onde poderíamos explorar muito a arte como galeria”.

Para completar a caminhada, o ponto final é o espaço Herval 33, onde o público poderá conferir, de 2 a 12 de outubro, nova exposição do artista, que tem como tema 'A alegria do circo', e que unirá arte, dança e circo.

A confiança de novos empreendedores

Enquanto a Prefeitura trabalha para fomentar o desenvolvimento do Centro, a região recebe novas empresas, como a unidade Santos da rede Madeira Madeira, cuja loja foi inaugurada no final de julho, na Rua João Pessoa, 147. “Em nosso plano de expansão, Santos não poderia ficar de fora. Escolhemos o Centro da Cidade como ponto principal no litoral de São Paulo para trazer o conceito da empresa que é estar presente e de forma acessível ao consumidor”, diz a diretora de expansão e lojas físicas da rede, Ana Gabardo

Empreendedores apostam que o bairro é o local ideal para abrir um negócio, como Rodolfo Paes, 41 anos, que desde 2018 mantém o espaço Herval 33, um galpão de quase 400m² na Rua Marques de Herval, com proposta multiuso e que já recebeu desde exposição de arte, festas corporativas até o Valongo Festival Internacional da Imagem. Trata-se de um galpão quase centenário que pertence à sua família desde a década de 70. “Decidimos recuperá-lo e o resultado ficou tão interessante que quisemos aproveitá-lo em algo voltado ao lazer, cultura e turismo”.

Para ele, o Centro Histórico é o local mais apropriado para o público circulante em eventos ao ar livre. “Seguimos confiantes a cada dia e continuamos investindo e preparando o espaço para uma nova realidade. Sabemos que a redução de público é um desafio para qualquer empresário, mas há oportunidades de demandas menores também”.

As atrações na região também acabaram de receber um forte atrativo, com o complemento de atividades de lazer no Monte Serrat. 

“Que todos voltem para nos abraçar”

Confiante de que o Centro é uma região com grandes possibilidades para os negócios, o português Ortega Borges, está há quase dez anos na Cidade, quatro deles à frente do Armazém 22, na Rua São Bento, no Valongo, um ambiente descolado e eclético, que une gastronomia (bar de petiscos e café), arte, exposições, feiras, antiguidades e cabeleireiro masculino/feminino. “O visitante encontra nossa criatividade sempre em construção, algumas antiguidades e outros processos criativos, algumas peças doadas por clientes. Estamos sempre em movimento”.

O projeto do Armazém 22 nasceu em Lisboa, Portugal, em 1996, passou pelo Porto e depois veio para Santos. “Acreditamos muito no Centro Histórico, principalmente na retomada dos festivais, como Santos Jazz Festival, Café, Imagem, Dia de Portugal. Somos resilientes e criamos raízes. Como uma árvore frondosa, estes tempos difíceis não nos derrubaram. Que voltem todos para nós abraçar”, diz o empresário.

DIA DO CENTRO

É de 16 de agosto de 1857 o registro do primeiro número do periódico ‘O Comercial’, com uma linha editorial que revelava especial preocupação com o comércio e com o bairro do Centro. Reconhecendo a importância da área para a cidade de Santos, em 15 de agosto de 2000, a Prefeitura, por meio da lei nº 1.891, instituiu o dia seguinte como o Dia do Centro.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO

A programação elaborada pela Prefeitura será focada em ações de cidadania, saúde e um walking tour (passeio a pé). Das 10h às 16h de segunda (16), na Praça Mauá, haverá tendas com vários serviços e orientações, além de apresentação musical. Um dos principais destaques será a oferta de vacina contra a gripe, para pessoas de todas as idades. Agentes de saúde farão a imunização e também atuarão para manter o distanciamento necessário para o combate à covid-19.

Na área de saúde, também serão oferecidos testes de HIV e orientação sobre dengue, zika e chikugunya. Em alusão ao Agosto Laranja, conscientização sobre esclorese múltipla.

No setor de cidadania, o público poderá buscar informações sobre igualdade racial, questões da mulher, juventude, idoso, diversidade, pessoa com deficiência e posto do Procon. No local também serão aceitas doações de cobertores e alimentos que serão encaminhaRestaurandos ao Fundo Social de Solidariedade.

WALKING TOUR

Também está prevista a realização de um passeio a pé pelo bairro, sob orientação de guia da Secretaria de Empreendedorismo, Economia Criativa e Turismo (Seectur). As saídas serão do abrigo de bonde que fica na Praça Mauá, limitadas a grupos de 15 pessoas.

O percurso prevê visita à recém-revitalizada Sala Princesa Isabel, no Paço Municipal, Rua XV de Novembro, bulevar da Rua XV, Rua do Comércio e Valongo. Ao final, haverá sorteio de brindes. A Câmara de Dirigentes Lojistas de Santos apoia o evento com animação, distribuição de doces, degustação de café e prática de massagem rápida (quick massage).

BONDE

O bonde circulará, das 10h às 16h, com saídas de hora em hora. O embarque principal será na Estação do Valongo, mas será possível embarcar também na Praça Mauá. Neste caso, ao chegar no Valongo, todos os passageiros descem para a higienização do veículo e reembarcam após os que já estiverem posicionados na fila da Estação. O ingresso, que custa R$ 7, será vendido dentro do próprio Bonde.

BISTRÔ 

O restaurante-escola Estação Bistrô (Largo Marquês de Monte Alegre s/nº) estará aberto para o almoço, das 12h às 15h. 

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Brasil

Governo: Mário Frias contrata por quase R$ 4 milhões empresa sem licitação e sem funcionários

A sede da empresa seria uma caixa postal em um escritório virtual a 2.400 km do Rio de Janeiro

Polícia

Corregedoria investiga aparição de pênis de borracha em academia da PM

A academia do Barro Branco tem aproximadamente 660 cadetes, além de cerca de 140 funcionários

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software