Desassoreamento do Rio Santo Amaro está prestes a sair do papel

Depois de intensas discussões com o Estado, a prefeita Antonieta conseguiu sensibilizar o Governo do estado sobre a urgência em realizar o desassoreamento do rio

Comentar
Compartilhar
10 FEV 201516h47

Dois importantes e tradicionais bairros da Cidade, Vila Edna e Santo Antônio serão impactados positivamente com uma importante intervenção visando o fim das enchentes: o desassoreamento do Rio Santo Amaro. Depois de intensas discussões com o Estado, a prefeita Maria Antonieta de Brito conseguiu sensibilizar o Governo do estado sobre a urgência em realizar o desassoreamento do rio.

O Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE) destinou no orçamento deste ano cerca de R$ 6 milhões para a contratação de empresa especializada para a dragagem do Rio Santo Amaro, uma intervenção que ao ser concluída, minimizará consideravelmente os problemas de enchentes de diversos bairros da Cidade.

A partir desta boa notícia, técnicos da Prefeitura estão empenhados na busca por recursos do Fundo de Desenvolvimento Metropolitano da Baixada Santista para que o Município possa realizar o mais rapidamente possível a caracterização química e biológica do leito do Rio Santo Amaro. Esta ação definirá o que poderá ser feito com o material a ser retirado dele.

Prefeita Antonieta conseguiu sensibilizar o Governo do estado sobre a urgência em realizar o desassoreamento do rio (Foto: Pedro Rezende/PMG)

Além disso, caberá a Prefeitura de Guarujá também a realização da batimetria do Rio Santo Amaro, uma intervenção que determinará o seu nível de assoreamento e orientará por consequência os trabalhos de dragagem em toda a sua extensão.

O secretário de Infraestrutura e Obras de Guarujá, Duino Verri Fernandes, lembra que o desassoreamento do Rio aliado às obras de macro drenagem do Santo Antônio são antigas reivindicações da população e uma luta que vem sendo travada pela prefeita Antonieta junto ao Estado desde 2009, já no seu primeiro ano à frente da Administração.

“O desassoreamento do Rio Santo Amaro é uma das intervenções mais importantes para o desenvolvimento da Cidade, pois associada à execução do Projeto de Macro Drenagem do Santo Antônio poderá finalmente dar uma resposta definitiva a população que sofre com as enchentes. Isso porque a dragagem do Santo Amaro irá aprofundar o leito do Rio e permitir que ele acomode sem mais problemas tanto a subida das marés quanto o acumulo de chuvas, enquanto que a obra de Macro Drenagem do Santo Antônio irá recolher as águas pluviais do bairro e encaminha-las para piscinões que serão construídos pela Prefeitura evitando de uma vez por todas as enchentes que tantos prejuízos trazem a nossa gente”, comemorou Duino.

Colunas

Contraponto