Defesa de Pistorius questiona fotógrafo da polícia

O advogado chefe de defesa alegou que os objetos da cena do crime estavam em posições diferentes em algumas fotografias, o que apontaria uma mudança proibida do local do assassinato

Comentar
Compartilhar
18 MAR 201413h59

Em mais um dia de julgamento de Oscar Pistorius, no tribunal de Pretória, na África do Sul, a principal testemunha foi Bennie Van Staden, oficial responsável por tirar as fotos  no local do crime. Na sessão, a defesa do atleta questionou Staden pela escolha das fotos em seu depoimento e a cronologia em que elas foram tiradas.

Barry Roux, advogado chefe de defesa de Pistorius, alegou que os objetos da cena do crime estavam em posições diferentes em algumas fotografias, o que apontaria uma mudança proibida do local do assassinato.

Presente na casa do atleta pouco tempo após o acontecimento, Staden tirou centenas de fotos do local, buscando mostrar as marcas de sangue, a arma utilizada, os cartuchos e todos os outros detalhes da casa do velocista.

O julgamento, que já está em sua terceira semana, está previsto para acabar no dia 4 de abril. Enquanto Pistorius alega que assassinou a ex-namorada, a modelo Reeva Steenkamp, por engano após achar que sua casa estava sendo invadida, a promotoria o acusa de ter premeditado o crime.

Na sessão, a defesa do atleta questionou Staden pela escolha das fotos em seu depoimento e a cronologia em que elas foram tiradas (Foto: Siphiwe Sibeki/Associated Press)