Defesa Civil reconhece situação de emergência em Duque de Caxias

A situação de emergência no município, na Baixada Fluminense, foi reconhecida por causa das fortes chuvas neste início de ano.

Comentar
Compartilhar
10 JAN 201309h52

A Secretaria Nacional de Defesa Civil, ligada ao Ministério da Integração Nacional, reconheceu situação de emergência, por causa das fortes chuvas neste início de ano, no município de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, e em cerca de 200 municípios paraibanos que sofrem com a estiagem prolongada.

A decisão, publicada na edição desta quinta-feira (10) do Diário Oficial da União, acelera o repasse de recursos federais para ajudar na recuperação dessas cidades.

De acordo com o Ministério da Integração Nacional, foram entregues mil cestas básicas à Defesa Civil do estado do Rio, para serem distribuídas à população atingida, principalmente aos desabrigados. Cada cesta básica atende a cinco pessoas por até 15 dias.

A pasta também mantém na região, desde o dia 14 de dezembro, uma equipe da Força Nacional de Emergência/Grupo de Apoio a Desastres (Gade) para acompanhar o monitoramento das áreas atingidas.

A forte chuva que atingiu Xerém, distrito de Duque de Caxias (RJ), causou destruição e deixou centenas de pessoas desabrigadas. Casas foram destruídas pela força da correnteza e carros estão amontoados pelas ruas. (Foto: ABr)

Em relação aos municípios paraibanos, a presidenta Dilma Rousseff autorizou, no início da semana, o repasse de R$ 500 milhões, por meio de linha emergencial de crédito operada pelo Banco do Nordeste. O dinheiro será destinado a apoiar empreendedores e agricultores que vivem em estados afetados pela estiagem. Segundo o Ministério da Integração Nacional, o total de recursos disponibilizados pela linha emergencial de crédito chegará a R$ 2,4 bilhões até fevereiro

A seca que atinge a região é considerada uma das piores dos últimos 30 anos.