Defesa Civil prevê mais chuvas na Baixada e no Ribeira

A Coordenadoria Estadual de Defesa Civil prevê mais chuvas até o final da semana

Comentar
Compartilhar
09 FEV 201321h18

A expectativa é de pancadas de chuva à tarde tanto na Baixada Santista como no Vale do Ribeira, sendo que as chuvas mais intensas são esperadas para esta quarta-feira, por conta da intensificação de áreas de instabilidade sobre a região.

Entretanto, a Defesa Civil descartou a ocorrência de temporais como o que atingiu cidades de Santa Catarina, deixando cerca de 54 mil desabrigados e desalojados e 72 mortos, nos últimos dias. “Por enquanto, as previsões não indicam que ocorram temporais tão intensos como o que ocorreu em Santa Catarina.

Entretanto, é necessário ressaltar que episódios extremos como esse somente são bem previstos com pelo menos uma semana de antecedência. É claro que teremos chuvas intensas, mas não como esse trágico episódio de Santa Catarina”, respondeu o órgão ao DL, em nota.

A Defesa Civil esclareceu ainda que as fortes chuvas ocorridas em Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro e Vitória não foram ocasionadas por uma Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS). “Apesar dos comentários de algumas emissoras de televisão, nesta Primavera ainda não tivemos ocorrência de ZCAS. A nebulosidade observada na faixa leste é devida aos ventos que trazem umidade do oceano”.

ZCAS

Segundo a Coordenadoria de Defesa Civil do Estado “a Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS) é um fenômeno que tem início com uma frente fria que fica estacionária, isto é, permanece parada sobre uma determinada região e não avança.

A ZCAS provoca chuvas fracas e constantes, mantém o céu com muita nebulosidade e temperaturas bem baixas para a época do ano. Esse é um fenômeno que ocorre com maior freqüência no Verão, podendo ocorrer também no início do Outono e no final da Primavera, mas essa é uma situação incomum”.