Defesa Civil orienta sobre cuidados em situações de alagamentos em Santos

De acordo com o órgão, é importante alguns cuidados, como ter um lugar previsto para se alojar

Comentar
Compartilhar
22 MAR 2018Por Da Reportagem22h00
Defesa Civil de Santos dá dicas de como proceder em casos de alagamentoFoto: Arquivo/DL

Em dias de chuva é preciso ficar atento e evitar o deslocamento nas vias públicas ao perceber indícios de alagamentos, já que transitar pelas ruas e avenidas pode ocasionar acidentes, havendo buracos ou desníveis. Para garantir a segurança e preservar a vida, a Defesa Civil de Santos dá dicas de como proceder nessas situações.

De acordo com o órgão, é importante alguns cuidados, como ter um lugar previsto para se alojar. Se a pessoa estiver na rua, deve esperar as águas baixarem e o caminho estar seguro. Só deve entrar na água se for absolutamente necessário, usando botas de borracha.

“Também deve ser evitado o contato com as águas das chuvas, pois elas podem estar contaminadas e provocar doenças infectocontagiosas”, afirma o coordenador da Defesa Civil, Daniel Onias, alertando ainda que as pessoas não usem equipamentos elétricos que tenham sido molhados e que lavem e desinfetem objetos que tiverem contato com as águas.

Em residências, a recomendação é fechar portas, janelas e o registro de entrada de água; proteger e elevar móveis, desligar aparelhos elétricos para evitar curtos-circuitos; e colocar documentos e objetos de valor em sacos plásticos bem fechados e em local protegido.

Retirar o lixo e levá-lo para áreas não sujeitas a inundações são outras recomendações. Alimentos que tenham ficado molhados ou submersos à água da chuva não devem ser consumidos.

Áreas de risco

Moradores de áreas de risco devem ficar atentos aos primeiros sinais de perigo: trincas no terreno, degraus de abatimento ou rachaduras no solo; trincas novas nos pisos ou nas paredes das casas, ou muros estufados; inclinação de árvores, postes, cercas ou muros. E ainda valas e surgimento de águas mais barrentas que o normal; estalos ou aumento das trincas em blocos ou paredões rochosos. Caso observe alguns destes sinais, deve sair imediatamente do local, ligar para a Defesa Civil no 199 e procurar um voluntário de sua comunidade (Nudec).

Socorro

Além do 199 da Defesa Civil, quem precisar de socorro deve acionar o Corpo de Bombeiros pelo 193 e a Polícia Militar, no 190. Moradores de imóveis que apresentarem problemas estruturais também devem solicitar vistoria preventiva da Defesa Civil.