Defesa Civil e Serviços Públicos fazem serviços emergenciais após chuvas e ventos

Foram registradas 13 quedas de árvores nos bairros Santa Maria, Rádio Clube, São Jorge, Macuco, Encruzilhada, Vila Belmiro, Vila Mathias e Morro do Pacheco

Comentar
Compartilhar
15 MAR 2018Por Da Reportagem22h18
O acumulado de chuva das últimas 72 horas é de 83 mmFoto: Rodrigo Montaldi/DL

Em decorrência das chuvas e ventos que atingiram a Cidade na noite de quarta-feira (14), a Defesa Civil de Santos monitora e faz vistoria preventiva nas áreas de risco. Os morros permanecem em estado de observação nesta quinta (15). O acumulado das últimas 72 horas é de 83 mm – a média mensal histórica de março é de 299,89 mm (últimos 25 anos). Foram registradas 13 quedas de árvores nos bairros Santa Maria, Rádio Clube, São Jorge, Macuco, Encruzilhada, Vila Belmiro, Vila Mathias e Morro do Pacheco. Também caiu um muro na Rua Batista Pereira, no Macuco. Não houve vítimas.

Desde a madrugada, as equipes de poda de árvores da Secretaria de Serviços Públicos trabalharam emergencialmente nos locais das ocorrências. Pela manhã, retornaram para dar sequência aos reparos. Foram feitos serviços de corte e recolhimento de galhos nas ruas Dom João VI com Carvalho de Mendonça, Paraná com Carvalho de Mendonça e canal 1 com Vital Brasil (Vila Belmiro); e Praça Belmiro Ribeiro (Vila Mathias).

Na Zona Noroeste, os trabalhos ocorreram na Av. Francisco da Costa Pires e Rua Eduardo Alves, 510 (São Jorge); Rua Maria Patrícia (Santa Maria); e Av. Brigadeiro Faria Lima (Rádio Clube). Também foi cortada árvore na Av. Conselheiro Nébias, na altura do nº 271, que ficou inclinada.