CUT organiza protesto em frente a emissoras de TV cobrando apuração do caso HSBC

Houve distribuição de lanche para cerca de 30 pessoas, ex-moradores da ocupação da Companhia Estadual de Água e Esgoto (Cedae), que participaram da manifestação segurando faixas e cartazes

Comentar
Compartilhar
01 ABR 201517h08

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) organiza dois protestos contra a corrupção na tarde desta quarta-feira, 1º, no Rio de Janeiro. Cerca de 50 pessoas se reuniram por volta das 14h em frente à sede da Rede Bandeirantes, no bairro de Botafogo, na zona sul, para o que chamaram de "enterro simbólico" da emissora pedindo mais rigor nas investigações sobre o esquema de evasão fiscal e de divisas em contas do banco HSBC na Suíça. Um caixão e uma banda de fanfarra foram levados para o ato.

Houve distribuição de lanche para cerca de 30 pessoas, ex-moradores da ocupação da Companhia Estadual de Água e Esgoto (Cedae), que participaram da manifestação segurando faixas e cartazes. "Estamos morando na rua com nossas crianças, a Prefeitura não fez nada", disse uma mulher que não quis se identificar.

Às 17h, o grupo fará o mesmo ato em frente à sede da Rede Globo, no Jardim Botânico, também na zona sul do Rio. "Eles fazem uma lavagem cerebral no povo brasileiro, se aproveitam da ignorância política das pessoas para pedir justiça, enquanto eles mesmos sonegam trilhões", afirmou Fabiola Mônica, diretora da Federação Nacional dos Petroleiros (FNP).