Curso ensina a conhecer a história e os tipos de cerveja

Embora a preferência do público seja pela cerveja Pilsen, há dezenas de tipos no mercado, que cresceu 4,9% no ano passado, quando produziu mais de 14 bilhões de litros

Comentar
Compartilhar
15 MAI 201516h03

A cerveja é um alimento mais antigo do que o pão, com registros históricos de 10 mil anos. O Brasil é o terceiro maior produtor de cerveja do planeta, mas o 17º no ranking de consumo. Embora a preferência do público seja pela cerveja Pilsen, há dezenas de tipos no mercado, que cresceu 4,9% no ano passado, quando produziu mais de 14 bilhões de litros.

Para satisfazer e esclarecer a essas e outras curiosidades deste universo alcoólico, o historiador, brewer e sommelier de cervejas Ricardo Rugai vai ministrar, no dia 20 e 27 de maio, o curso História e Degustação de Cervejas. Os dois encontros, das 19 às 21h30, acontecem, no Estúdio Flexa Arts, em Santos. O investimento é de R$ 180 (bebida incluída).

As aulas abrangem a evolução da cerveja desde a Antiguidade até os dias atuais, além de explicações sobre os tipos de cerveja e degustações ao final de cada encontro.

Segundo Ricardo Rugai, a cerveja consta em registros sumérios de 4000 a.C., além de ser encontrada em artefatos arqueológicos de 10 mil anos, no princípio da Revolução Neolítica. Na Antiguidade, era doce, turva, quase sem gás e servida à temperatura ambiente.

Na Idade Média, a cerveja foi produzida pela Igreja em mosteiros que testavam ervas de todo tipo para conservar a bebida. O lúpulo entrou na receita no século XII, adicionando novos sabores e durabilidade à cerveja, uma bebida então sagrada.

O historiador, brewer e sommelier de cervejas Ricardo Rugai vai ministrar o curso História e Degustação de Cervejas (Foto: Arquivo Pessoal)

Rugai explica que a cerveja que bebemos hoje nasce também dos avanços da Revolução Industrial: controle da secagem dos maltes, refrigeração artificial, pasteurização (inventada para a cerveja, e não para leite) e a descoberta e controle das leveduras responsáveis pelo milagre da conversão do açúcar em álcool e gás carbônico.

“Hoje, assistimos a um movimento contraditório: por um lado, o capital se concentra e dá origem às megacervejarias com presença mundial; por outro, emerge um grande movimento de valorização das cervejas artesanais, buscando sabores que vão muito além dos padrões de mercado”.

O curso História e Degustação de Cervejas é uma parceria entre o Estúdio Flexa Arts e o Ateliê de Palavras – Conteúdo e Edições. O estúdio fica na avenida Conselheiro Nébias, 726, cj. 104.

As inscrições podem ser feitas pelo e-mail [email protected]