X
Cotidiano

Cuidado: Estelionatários estão aplicando golpes em nome do INSS

Golpistas se passam por membros da Previdência e utilizam diferentes estratégias para que o beneficiado caia no golpe

Benefícios do INSS poderão ser pedidos no cartório / Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O Ministério do Trabalho e Previdência emitiu um alerta para conscientizar a população sobre golpes realizados por estelionatários, que têm telefonado para aposentados, pensionistas e outros segurados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) solicitando transferência de dinheiro. Há pelo menos três estratégias utilizadas como isca pelos criminosos: falsos atrasados, falsa revisão e falsa auditoria.

Para evitar cair nessas ou em outras tentativas de golpes, o INSS recomenda não informar dados pessoais por telefone, não enviar códigos solicitados por meio de aplicativos de mensagens e não depositar ou transferir qualquer valor. Em caso de dúvidas, o aposentado deve entrar em contato com a Central 135, que funciona de segunda-feira a sábado, das 7h às 22h.

Em comunicado, a Previdência ainda reforça que não pede dados pessoais dos seus segurados por e-mail ou telefone e também não realiza nenhuma forma de cobrança para prestar o atendimento nem realizar seus serviços.

As táticas dos golpistas

Os criminosos ligam para o beneficiário, se apresentam como membros do CNPS (Conselho Nacional de Previdência Social), dizendo que ele teria direito a receber valores atrasados de um benefício pago pelo INSS. Porém, para receber tal quantia, é que solicitado dados pessoais e depósito de determinada quantia em uma conta bancária, para liberar um pagamento que não existe.

Há também o golpe da "falsa revisão", onde os criminosos ligam e afirmam que o aposentado teria direito a receber valores de uma falsa revisão de benefícios concedidos em governos anteriores. Segundo o instituto, esse tipo de ligação se trata de um golpe, pois os segurados não precisam realizar nenhum pagamento para ter direito a uma revisão. O pedido de revisão pode ser feito pelo site ou via aplicativo Meu INSS. Para erros de cálculo, a solicitação deve ser feita em até dez anos do início do pagamento do benefício.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Segundo o INSS, há também situações em que os estelionatários enviam documentos a segurados se passando por uma falsa “Auditoria Geral Previdenciária”, convocando-os a uma “Chamada para Resgate”. No documento, consta que os segurados teriam direito a resgaste de valores devidos a participantes de carteiras de pecúlio que teriam sido descontados da folha de pagamento como aposentadoria complementar, no entanto, a Previdência Social não entra em contato com seus segurados por esse tipo de correspondência.

O governo recomenda que a população não utilize intermediários para entrar em contato com a Instituto e, em hipótese alguma, depositem qualquer quantia para ter direito a algum benefício previdenciário.

A Previdência também alerta a população para que não forneça os seus dados pessoais para terceiros, já que estes dados podem ser utilizados para fins ilícitos. Todos os serviços do INSS são gratuitos.

Caso o beneficiado seja vítima de situações similares, a orientação dada pelo INSS é que não efetue nenhum depósito em conta bancária ou forneça dados pessoais para terceiros que se passam por representantes do órgão. A vítima deve registrar ocorrência na Polícia Civil e fazer o registro na ouvidoria.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Brasil

Telemedicina: ela veio para ficar?

Para especialistas, consultas a distância são prática sem volta e vieram para tornar mais acessíveis os serviços de saúde

Esportes

Palmeiras anuncia saída de Felipe Melo e fala em ídolo eterno

Felipe Melo chegou ao Palmeiras em 2017 e, com a camisa alviverde, conquistou dois títulos da Libertadores (2020 e 2021), um Campeonato Brasileiro (2018), uma Copa do Brasil (2020) e um Campeonato Paulista (2020)

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software