Cubatão terá outra paisagem em oito anos

A estimativa é que ao menos 13.537 famílias residentes em áreas de risco e de preservação ambiental e submoradias tenham novas casas nos próximos anos, construídas e recuperadas

Comentar
Compartilhar
14 JAN 201321h09

Aos poucos o retrato da habitação em Cubatão vai se modificando. A estimativa é que ao menos 13.537 famílias residentes em áreas de risco e de preservação ambiental e submoradias tenham novas residências recuperadas ou construídas nos próximos anos.

Segundo o secretário de Habitação de Cubatão, Wagner Moura, o Município vive um momento de avanço habitacional com o andamento do Programa de Recuperação Socioambiental da Serra do Mar do Governo do Estado e também programas habitacionais que terão investimentos do Governo Federal. Ao todo ao menos 13.537 famílias serão contempladas com novas moradias nos próximos anos.

“Em oito anos a cidade estará totalmente urbanizada”, afirmou destacando que o governo Márcia Rosa é o que mais empreendeu ações na área habitacional, em Cubatão.

De acordo com Moura, só o Programa de Recuperação Socioambiental da Serra do Mar beneficiará cerca de oito mil famílias, sendo que aproximadamente 2.500 terão suas moradias recuperadas e consolidadas e outras 5.500 residentes nos bairros Cota e Água Fria serão transferidas para conjuntos habitacionais construídos não somente em Cubatão, mas também em outras cidades da Baixada Santista, pela Companhia Habitacional de Desenvolvimento Urbano (CDHU).

Ao menos 618 famílias já foram removidas para conjuntos habitacionais situados em Praia Grande, Peruíbe, São Vicente e Itanhaém, dentro do Programa Serra do Mar. Em nota, a CDHU informou sobre as unidades do Programa Serra do Mar e outros empreendimentos que estão sendo construídos em Cubatão.

“No âmbito do Programa Serra do Mar, estão sendo edificados os residenciais Rubens Lara, Vila Harmonia, Parque dos Sonhos, que totalizam 3.594 unidades. A meta estabelecida é entregar todas as moradias até julho 2012 para as famílias de áreas de risco e de preservação ambiental da serra. No entanto, para acelerar a remoção dos moradores de áreas de risco, a Companhia tomando providências para reduzir os prazos e realizar entregas parciais ainda neste semestre.

O Residencial Rubens Lara, localizado no Jardim Casqueiro, terá na sua totalidade 1.840 unidades. É um empreendimento diferenciado, com vários modelos de moradias e equipamentos sociais. Construído em um terreno de aproximadamente 200 mil metros quadrados, desapropriado pelo Estado, terá prédios de cinco e nove andares, casas assobradadas e casas sobrepostas, praças, ciclovia, vagas de garagem, churrasqueira, quadras poliesportivas e paisagismo.

Já foram entregues 144 unidades do conjunto, que deverá ficar pronto em abril de 2012. O Residencial Vila Harmonia (Bolsão 7) terá 600 unidades, sendo casas sobrepostas ou sobrados, de dois e três dormitórios. Conta ainda com área de lazer e um parque linear, já concluído, com playgrounds e equipamentos de ginástica. Em janeiro deste ano, foram entregues as primeiras 32 unidades. A previsão é concluir as obras em dezembro de 2011.

O conjunto Parque dos Sonhos (Bolsão 9), com 1.154 moradias, deverá ser concluído em julho de 2012. Neste terão casas sobrepostas e sobrados, com dois e três dormitórios”, informa a CDHU em nota.

Pilões

“Novos empreendimentos poderão ser construídos no âmbito do Programa Serra do Mar. Para tanto, é necessário que a Prefeitura apresente novas áreas viáveis para a produção. Uma área indicada pelo Município já foi vistoriada por técnicos da companhia e está agora em análise. Esses conjuntos deverão atender as famílias que vivem em áreas de risco no Caminho dos Pilões, entre outras”, afirmou a CDHU.

Segundo o secretário municipal de Habitação, Wagner Moura, o objetivo é remover todas as famílias de Pilões que moram em áreas de risco até o final deste ano.

Imigrantes I/II

Outro empreendimento em produção em Cubatão é o Conjunto Imigrantes I/II, que não integra o Programa Serra do Mar e deverá ficar pronto em dezembro de 2011. São 940 apartamentos, distribuídos em edifícios de cinco pavimentos.

Vila dos Pescadores

Outro projeto programado da CDHU contempla 2.710 moradias na Vila dos Pescadores e Favela Guará Vermelho, com contrapartida do Município. Não tem previsão ainda de início e entrega das obras.

Vila Caíque

O secretário explicou que as moradias de 622 famílias da Vila Caíque serão consolidadas. As demais famílias serão removidas para as 120 unidades habitacionais que serão erguidas na Vila Natal.

Vila Esperança

Ao menos 940 unidades habitacionais estão contempladas no programa do Pré-PAC I. Serão construídas ainda 752 unidades (1a etapa), 1.232 (2a etapa), 744 (3a etapa) e 320 (4a etapa). A primeira etapa tem previsão de entrega para julho de 2012, de acordo com Moura.

O secretário estima que “1.692 unidades sejam entregues até o final deste governo”. Mas, os investimentos na habitação não param por aí. Segundo Moura, a Vila Esperança será contemplada ainda com outras 3.800 unidades habitacionais, com recursos do PAC 2 (Programa de Aceleração do Crescimento do Governo Federal).

O secretário explicou que nesse empreendimento serão injetados R$ 48 milhões, sendo R$ 1,5 milhão em projetos, R$ 37 milhões na construção das habitações e R$ 10 milhões, na infraestrutura urbana.