Cubatão distribui 60 mil preservativos e oferece para detecção do HIV

A ação ocorrerá em casas noturnas, bares, pátios de caminhões, postos de saúde e em pedágios montados na região central da cidade ao longo deste mês de novembro

Comentar
Compartilhar
29 NOV 201318h15

Cerca de 60 mil preservativos e folhetos educativos foram distribuídos em casas noturnas, bares, pátios de caminhões, postos de saúde e em pedágios montados na região central de Cubatão ao longo deste mês de novembro. A ação desenvolvida pela Secretaria de Saúde busca sensibilizar a comunidade para a importância não só do uso do preservativo, mas também para a possibilidade de realizar o teste rápido para a detecção do vírus HIV e, assim, reduzir o diagnóstico tardio. Em alguns pontos houve até filas de interessados em participar da campanha Fique Sabendo. Com uma simples picada no dedo, em no máximo 20 minutos é possível ter o resultado em mãos.

"Além do teste rápido para diagnóstico do HIV, também realizamos o teste de triagem para sífilis na hora", informou a coordenadora do Programa DST-Aids em Cubatão, Deise de Souza. Na noite desta sexta-feira (29), uma equipe percorrerá casas noturnas, boates e bares para oferecer acesso aos exames. "Quanto mais cedo souber, melhor. O diagnóstico precoce possibilita melhor qualidade de vida ao portador".

Em alguns pontos houve até filas de interessados em participar da campanha Fique Sabendo (Foto: Divulgação/PMC)

Neste sábado (30), véspera do Dia Internacional da Luta contra a Aids, 1º de dezembro, a ação prossegue com pedágio educativo no cruzamento das avenidas Miguel Couto e Nove de Abril, no Centro, das 10 às 13 horas. Serão distribuídos cerca de 5 mil folhetos e preservativos. "Já oferecemos o teste rápido em três unidades de saúde: no Morro do Índio, na Ilha Caraguatá e na Vila dos Pescadores. Também atuamos no local conhecido como Posto Paulínia e ao longo da Avenida Plínio de Queiroz, onde há grande concentração de barracas que atendem caminhoneiros", detalhou Deise de Souza.

A Igreja Matriz também aderiu à campanha e autorizou a instalação de um laço inflável gigante, símbolo da luta contra a Aids, em frente ao templo. O laço vermelho, de quase quatro metros de altura, já percorreu outros pontos da Cidade ao longo do mês.

Teste

Deise de Souza enfatizou que qualquer pessoa pode procurar diretamente o Centro de Testagem e Aconselhamento, na Rua D. Pedro I, 104, para realizar o teste rápido ou o convencional, o qual realiza a sorologia completa, incluindo sífilis e as hepatites B e C. "Não é necessário indicação médica ou estar em jejum". O atendimento, gratuito, ocorre de segunda a sexta-feira, das 8 às 11 horas e das 13 às 15 horas.