X
Cotidiano

Crianças de projeto social entregam cartas ao Papai Noel dos Correios

Ontem, no lançamento da 29ª edição em Santos, crianças do Projeto Tia Egle foram pessoalmente entregar suas cartinhas

O Papai Noel chegou acompanhado da Mamãe Noel e encantou as crianças / Nair Bueno/DL

Há 29 anos nasceu a ação Papai Noel dos Correios, que incentiva crianças a escreverem cartas ao Bom Velhinho e terem seus pedidos realizados por cidadãos ou empresas. Ontem, no lançamento da 29ª edição em Santos, crianças do Projeto Tia Egle foram pessoalmente entregar suas cartinhas.

Ao longo dos anos da campanha, milhões de crianças tiveram seu pedido atendido. Segundo dados dos Correios, nos últimos três anos, foram recebidas mais de 2,6 milhões de cartas destinadas ao Papai Noel dos Correios de todo o País. Empresa, empregados e voluntários da sociedade se juntam para, dentro do possível, atender aos pedidos de presentes daqueles que se encontram em situação de vulnerabilidade social, como é o caso das crianças atendidas no Projeto Tia Egle.

“Papai Noel, cadê você? Eu vim aqui só para te ver!”. Foi cantando essa música que as crianças chegaram à unidade dos Correios no Centro de Santos. Enquanto aguardavam, contavam ansiosos o que pediram ao Papai Noel.

“Eu pedi os instrumentos da Barbie, com a bateria e a guitarra, porque eu gosto de música”, revela Ayná Prado, de sete anos. Já Andrew Miguel estava ansioso pela chegada do Bom Velhinho e contou “Pedi um cavalinho de brinquedo e um skate”.

O Papai Noel chegou acompanhado da Mamãe Noel e encantou as crianças. O primeiro a entregar sua cartinha foi Cristian Franco, de apenas quatro anos. Ao ser questionado sobre seu pedido, respondeu: “Eu pedi um homem formiga, uma bola e uma chuteira”. Ele ainda prometeu ter se comportado durante o ano todo.

Egle Rodrigues, idealizadora e presidente do Projeto, pede mais que um presente físico. “Que o final de ano não seja só de presentes, que seja um Natal de amizade, transparência, lealdade. As pessoas precisam voltar a se olhar, a se falar. É isso que eu quero, que as pessoas esse ano vão além”.

As cartas podem ser adotadas até o dia 14 de dezembro e os presentes devem ser entregues até o dia 17 do mesmo mês.

Como participar?

Para tirar os sonhos das crianças do papel, basta ir aos Correios e escolher uma das cartinhas. Os presentes devem ser entregues na própria unidade dos Correios.

Patrícia Bastos estava apadrinhando uma criança pela primeira vez e escolhia um perfil parecido com o de seu neto. “Tenho um neto de sete anos e vi a propaganda dos Correios. Conversei com ele, que ficou sensibilizado e disse que gostaria de pegar uma cartinha. Vim representando ele, por isso procurei uma carta que se identificasse com ele”, comenta.

Os Correios não distribuem cartas para adoção diretamente à população, em suas residências; e eles mesmos se encarregam de fazer a distribuição. Não é permitida a entrega direta do presente e, para assegurar esse critério, o endereço da criança não é divulgado ou informado ao padrinho.

Onde adotar?

Nem todas as agências dos Correios disponibilizam cartas para adoção. Na região, os padrinhos devem se encaminhar para um dos endereços abaixo:

Bertioga - Rua Dezenove de Maio, 455 - Centro
Guarujá - Avenida Puglisi, 684 - Centro
Santos - Rua Cidade de Toledo, 41 - Centro
Cubatão - Avenida Nove de Abril, 3488 - Vila Nova
São Vicente - Praça Coronel Lopes, s/n - Centro
Praia Grande - Avenida Presidente Costa e Silva, 913 - Boqueirão
Mongaguá - Avenida Marina, 984 - Centro
Itanhaém - Rua João Mariano, 115 - Centro
Peruíbe - Avenida Domingos da Costa Grimaldi, 251 - Centro

 

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Brasil

Governo: Mário Frias contrata por quase R$ 4 milhões empresa sem licitação e sem funcionários

A sede da empresa seria uma caixa postal em um escritório virtual a 2.400 km do Rio de Janeiro

Polícia

Corregedoria investiga aparição de pênis de borracha em academia da PM

A academia do Barro Branco tem aproximadamente 660 cadetes, além de cerca de 140 funcionários

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software