Cras amplia a rede de proteção social

Moradores de nove bairros ganharam na última quinta-feira (23) um apoio da prefeitura para superar a vulnerabilidade social.

Comentar
Compartilhar
24 JAN 201413h02

Moradores de nove bairros ganharam na última quinta-feira (23) um apoio da prefeitura para superar a vulnerabilidade social. A Seas (Secretaria de Assistência Social) inaugurou o Cras-ZOI (Centro de Referência de Assistência Social) da Zona Orla e Intermediária, na praça Visconde de Ouro Preto, 19. O novo equipamento amplia a rede de cobertura na proteção básica.

Os beneficiados são pessoas que vivem no Estuário, Macuco, Aparecida, Boqueirão, Embaré, Ponta da Praia, Encruzilhada, Gonzaga e Pompeia. Segundo o IBGE de 2010, cerca de 20% dos domicílios nesta região têm renda per capta de meio salário mínimo.

O Cras-ZOI já tem 616 famílias inscritas no Cadastro Único e que antes eram atendidas na unidade do Centro. O novo equipamento tem capacidade para atender até 1 mil famílias/ano, o que representa um crescimento aproximado de 63%.

A Seas (Secretaria de Assistência Social) inaugurou o Cras-ZOI (Centro de Referência de Assistência Social) da Zona Orla e Intermediária, na praça Visconde de Ouro Preto, 19

A entrega da nova unidade confirma a prioridade pelo setor social e pelo esforço em garantir acesso da população em vulnerabilidade a direitos básicos, lembrou o prefeito Paulo Alexandre Barbosa, que durante a inauguração estava acompanhado pela titular da Seas, a secretária Rosana Russo.

Reforma durou 5 meses

O imóvel onde fica o Cras-Zoi foi totalmente reformado pela prefeitura, com intervenções nos sistemas elétrico e hidráulica, troca de piso, acessibilidade para deficientes, reparos no telhado, construção de muro, pintura completa, novo mobiliários, portão e construção de pátio externo para atividades em grupo com as famílias.

Foto: Raimundo Rosa