Corpos de vítimas de acidente de ônibus no RJ aguardam identificação

O incidente aconteceu por volta de 5h30, depois que o veículo, da linha 532 (Niterói-Alcântara), bateu em um poste e derrubou um transformador

Comentar
Compartilhar
19 FEV 201517h22

A Polícia Civil encaminhou nove pessoas para realização de exames de DNA na tentativa de identificar as nove vítimas do acidente com um ônibus em São Gonçalo, cidade na Região Metropolitana, na manhã de ontem. O incidente aconteceu por volta de 5h30, depois que o veículo, da linha 532 (Niterói-Alcântara), bateu em um poste e derrubou um transformador. O equipamento caiu sobre o ônibus e explodiu, provocando um incêndio. Ao todo, oito pessoas ficaram feridas. Delas, quatro seguem internadas, incluindo o motorista Waldnei Rangel e o cobrador Ângelo Gomes da Silva.

Cinco parentes de desaparecidos realizaram nesta quinta-feira exames de DNA no Instituto de Pesquisas e Perícias em Genética Forense (IPPGF), situado na Academia de Polícia Civil do Rio (Acadepol). Nenhuma vítima foi identificada até o momento. O estado dos nove corpos, todos carbonizados por causa chamas que tomaram o ônibus, limitou o reconhecimento ao exame de DNA. O recolhimento de amostras dos corpos já foi realizado no Instituto Médico Legal de Niterói.