Corpo de Walmor Chagas é cremado no final da tarde

A polícia está investigando as circunstâncias da morte, mas já há confirmação de que foi suicídio.

Comentar
Compartilhar
19 JAN 201317h23

O corpo do ator Walmor Chagas, que morreu na tarde de ontem (18), será cremado hoje (19), às 17h no Cemitério e Crematório Parque das Flores, em São José dos Campos, no interior de São Paulo, onde o corpo está sendo velado desde às 10h da manhã. Tanto o velório quando a cremação estão restritos a parentes e amigos próximos. Walmor Chagas, de 81 anos, foi encontrado morto em uma chácara no município de Guaratinguetá (SP).

De acordo com a advogada da família, Maria Dalva Zangrande Coppola, a polícia está investigando as circunstâncias da morte, mas já há confirmação de que foi suicídio. A autorização judicial para a cremação foi dada pela Comarca de Guaratinguetá. “Ele estava sofrendo muito com as limitações da idade e as decorrências de doenças. Ele tinha dificuldades de locomoção e visão. Estava próximo da cegueira e isso para eles que são atores e gostam de ler é muito ruim.”

Walmor Chagas nasceu em agosto de 1931, em Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul. Iniciou sua carreira nos palcos, mas também foi ator de destaque do cinema e da televisão. No Teatro Brasileiro de Comédia (TBC), atuou ao lado de Cacilda Becker, com quem veio a se casar. Os dados são do Museu da Televisão Brasileira.

Na televisão, começou na TV Tupi, em 1965, na novela Teresa. Nessa mesma emissora fez A Outra, O Amor Tem Cara de Mulher e Nenhum Homem é Deus. Em 1970 transferiu-se para a TV Globo, onde participou de As Bruxas, Selva de Pedra, Corrida do Ouro, O Grito e Locomotivas.

Walmor Chagas morreu na tarde de sexta-feira (Foto: Divulgação)

Ainda na Globo, participou de Coração Alado, Mandala, O Pagador de Promessas, Sex Appeal, Esperança e Pé na Jaca. No ano de 2007, transferiu-se para a TV Record, onde fez participação especial na novela Caminhos do Coração.

Sua primeira atuação no cinema foi em São Paulo S/A, de 1965.  Entre outras películas, participou ainda de Xica da Silva, Luz del Fuego, Parahyba Mulher Macho, Pátria Amada, Memórias Póstumas e Valsa para Bruno Stein, seu último filme, no qual interpreta o personagem principal.