Corpo de Thomaz Alckmin segue para Pindamonhangaba, interior de São Paulo

Thomaz morreu ontem (2), na queda de um helicóptero em que estava, em Carapicuíba. Ele era o filho mais novo do governador e tinha 31 anos.

Comentar
Compartilhar
03 ABR 201515h53

O cortejo que faz o traslado do corpo de Thomaz Alckmin, filho do governador Geraldo Alckmin, saiu às 14h30 do Hospital Albert Einstein, na capital paulista, onde ocorreu o velório. O corpo segue para a cidade de Pindamonhangaba, a 160 quilômetros, onde será enterrado às 17h.

Thomaz Alckmin morreu ontem (2), na queda de um helicóptero em que estava, em Carapicuíba. Ele era o filho mais novo do governador e tinha 31 anos. Thomaz trabalhava como piloto e era casado com Thais Fantato. Ele deixa duas filhas, uma de 10 anos e uma recém-nascida de 1 mês.

Além do filho do governador, quatro pessoas que estavam na aeronave morreram: o piloto Carlos Haroldo Isquerdo Gonçalves, de 53 anos, e os mecânicos Paulo Henrique Moraes, de 42 anos, Erick Martinho, de 36 anos e Leandro Souza, de 34 anos. Todos os corpos foram liberados do Instituto Médico-Legal (IML) antes das 8h de hoje.

Cortejo do corpo de Thomaz Alckmin (Foto: Luiz Claudio Barbosa)

Segundo a empresa Seripatri, responsável pela operação do helicóptero, o piloto tinha mais de 30 anos de experiência na profissão. O acidente, informou a empresa, ocorreu durante voo de teste, após a aeronave passar por manutenção preventiva.

O helicóptero era da marca Eurocopter, modelo EC 155, prefixo PPLLS, e tinha cerca de quatro anos de uso, com aproximadamente 600 horas de voo, de acordo com a Seripatri. A aeronave estava com documentação e manutenção em ordem.