Corpo de Barão, pai de Emerson Fittipaldi, é velado em São Paulo

Wilson Fittipaldi foi um dos fundadores da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA), em 1950

Comentar
Compartilhar
12 MAR 201300h14

O corpo de Wilson Fitipaldi, conhecido como Barão, pai dos pilotos Emerson Fitipaldi e Wilson Fitipaldi Júnior, está sendo velado em uma capela no Cemitério da Paz, zona oeste da capital pulista. Barão estava internado desde o dia 25 no Hospital Copa D’Or, no Rio de Janeiro, devido a problemas respiratórios. Ele tinha 92 anos de idade e morreu na madrugada desta segunda-feira (11). O enterro está marcado para as 14h30 de amanhã (12).

Wilson Fittipaldi foi um dos fundadores da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA), em 1950. Pioneiro na locução de eventos automobilísticos, Barão narrou pela Rádio Joven Pan, em 1972, o Grande Prêmio da Itália de Fórmula 1, quando Emerson se tornou o primeiro brasileiro campeão do mundo na categoria.

Em uma mensagem na sua página no Facebook, Emerson Fitipaldi homenageou o pai. “O Brasil e o automobilismo perderam essa pessoa que tanto amou esse esporte fantástico e que, graças a ele, eu entrei nesse esporte que eu amo muito para o resto da minha vida. Devo tudo ao meu pai e a minha mãe por terem me levado à esse esporte!”.

O presidente da CBA, Cleyton Pinteiro, lembrou a importância de Barão para o automobilismo. “É uma perda irreparável para o automobilismo brasileiro. O Barão era uma das principais personalidades do nosso esporte a motor e o único fundador vivo até então da CBA”.

Barão estava internado desde o dia 25 no Hospital Copa D’Or, no Rio de Janeiro (Foto: Reprodução/Internet)