Corinthians oficializa saída de Tite, mas ainda não confirma Mano

Em uma entrevista coletiva na qual contou com Tite sentado ao seu lado, Gobbi informou que a decisão pela saída do treinador foi tomada em comum acordo entre as partes

Comentar
Compartilhar
15 NOV 201317h15

O presidente do Corinthians, Mário Gobbi, confirmou nesta sexta-feira, em entrevista no CT do Parque Ecológico, que o técnico Tite não terá o seu contrato renovado após o término desta temporada. O dirigente, porém, preferiu não confirmar a contratação de Mano Menezes como substituto, embora nunca tenha escondido o desejo de ver o treinador e amigo novamente no Parque São Jorge.

Em uma entrevista coletiva na qual contou com Tite sentado ao seu lado, Gobbi informou que a decisão pela saída do treinador após o fim do seu contrato, que vence em 31 de dezembro, foi tomada em comum acordo entre as partes. O presidente enfatizou que estava apenas esperando o time chegar a uma pontuação que o deixasse livre do risco de rebaixamento no Campeonato Brasileiro para se reunir com o técnico para discutir a renovação ou não do compromisso em vigência, o que foi feito na quinta-feira.

"Assim foi feito no ano passado, deu certo, e repetimos a fórmula este ano. Ontem (quinta-feira), sentamos para conversar e ambas as partes chegaram a uma conclusão de que não deveríamos renovar o contrato que vence dia 31 de dezembro e que isto era uma decisão boa para ambas as partes. Isso posto, encerramos a conversa", disse Gobbi, para em seguida enfatizar que as portas estão abertas para Tite voltar ao clube no futuro para uma possível terceira passagem pelo Parque São Jorge.

"Dissemos ao Tite que o Corinthians está de portas abertas. Ele voltará a ser técnico aqui, com certeza. O Corinthians é a casa dele, somos eternamente gratos a ele, reconhecemos o homem sério, o caráter dele, o profissional de gabarito elevadíssimo", afirmou o presidente, ao ressaltar o bom relacionamento com o treinador após a sua segunda passagem pelo clube - esteve antes entre 2004 e 2005 e completou agora mais três anos no cargo, período em que colecionou títulos.

O presidente do Corinthians, Mário Gobbi, confirmou nesta sexta-feira, em entrevista no CT do Parque Ecológico, que o técnico Tite não terá o seu contrato renovado após o término desta temporada (Foto: Denny Cesare/Futura Pres/Estadão Conteúdo)

Entretanto, Gobbi ressaltou depois que "nada é eterno" e que "tudo tem início, meio e fim". "Apenas achamos que, no momento, para nós o melhor seria darmos um tempo no trabalho e assim foi feito. E estamos aqui para comunicar isso, aqui sempre será a casa dele", reforçou o presidente do Corinthians, para avisar também que apenas a partir de agora a diretoria começa a "pensar em quem se encaixa no perfil" para o cargo. "Quando tivermos esse nome, vocês saberão", prometeu.

Apesar de Gobbi não ter confirmado, o novo técnico do Corinthians deve ser mesmo Mano Menezes, que está desempregado desde que saiu do Flamengo em setembro. Ele também já teve uma passagem de sucesso pelo clube, entre 2008 e 2010, saindo do cargo, na ocasião, para assumir a seleção brasileira.