Convênio de R$ 1,5 mi garante recapeamento de avenida em São Vicente

Verba é do Governo do Estado e visa ações de segurança no trânsito; Avenida Penedo foi contemplada

Comentar
Compartilhar
22 JUL 2017Por Diário do Litoral10h30
Situação da Avenida Penedo foi retratada em diversas reportagens do Diário do Litoral; repleta de buracos, via tem servido de cenário para graves acidentes de trânsitoSituação da Avenida Penedo foi retratada em diversas reportagens do Diário do Litoral; repleta de buracos, via tem servido de cenário para graves acidentes de trânsitoFoto: Matheus Tagé/DL

Uma das vias mais críticas de São Vicente, a Avenida Penedo, no Catiapoã, deve ser totalmente recapeada nos próximos meses. Isso porque São Vicente receberá mais de R$ 1,5 milhão do Governo do Estado para investir em sinalização de trânsito e ações de prevenção de acidentes. A obra está incluída no cronograma de ações que devem ser realizadas com o recurso ao longo de 12 meses. O montante é proveniente de convênio firmado entre a Prefeitura e o Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, ligado ao Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran-SP).

“O Detran fez um levantamento sobre os locais com maiores índices de acidentes com mortes ou lesões no município. Baseado nisso elaboramos projeto com as necessidades a se atingir nesses pontos”, disse Alexandre de Almeida Costa, secretário de Trânsito e Transportes de São Vicente (Setrans).

Além do recapeamento de 925 metros e sinalização da Avenida Penedo, que já foi tema de reportagens do Diário do Litoral, o recurso prevê a instalação de seis lombofaixas – elevações na faixa de pedestres – na Avenida Capitação Mor Aguiar, Avenida Nações Unidas, Avenida Ayrton Senna da Silva e Avenida Antonio Rodrigues, e a pintura de faixas extrudadas (com maior densidade) em algumas vias, entre elas a Avenida Angelina Pretti, que liga a Área Insular a Área Continental. Também estão previstas a substituição de alguns semáforos.

“Diante da dificuldade financeira que o município atravessa esse recurso é muito importante para nós. O município não teria condições de arcar com todo esse valor. É bom ressaltar que o objetivo é a redução de mortes por acidentes. O que conseguirmos salvar de vida com esse investimento será muito positivo”, destacou o secretário.

O convênio foi assinado pelo prefeito Pedro Gouvêa (PMDB) na última quinta-feira (20) em cerimônia no Palácio dos Bandeirantes. A minuta da parceria foi publicada no dia 14. A expectativa é que nos próximos 60 dias os trâmites administrativos sejam concluídos para que a primeira fase do projeto tenha início. Os serviços serão executados pela prefeitura e terão a fiscalização do Detran.
 
Movimento

O Movimento Paulista de Segurança no Trânsito do Detran-SP que visa reduzir pela metade o número de acidentes fatais no trânsito até 2020. O programa envolve a sociedade civil, o Centro de Liderança Pública (CLP) e o setor privado, e foi inspirado na “Década de Ação pela Segurança no Trânsito”, estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU) para o período de 2011 a 2020.