Conta de luz ficará mais barata até o fim do ano na Baixada Santista

A Aneel suspendeu a cobrança extra nas contas de luz. A decisão é uma medida emergencial para reduzir os custos aos consumidores

Comentar
Compartilhar
27 MAI 2020Por Da Reportagem19h00
O cenário de redução de carga e as perspectivas de geração de energia tornam possível o acionamento da bandeira verdeFoto: Arquivo/DL

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) suspendeu a cobrança extra nas contas de luz até o final do ano. A decisão é uma medida emergencial para reduzir os custos aos consumidores e auxiliar o setor elétrico em meio ao cenário de pandemia da Covid-19. Desta forma, até 31 de dezembro as faturas do serviço terão a bandeira tarifária na cor verde – sem a taxa adicional. Um alívio para o bolso dos consumidores da Região.

Defendido pela Aneel para o cliente gastar menos energia e, assim, pagar uma conta de luz mais barata, o sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo de geração de energia. O objetivo é informar aos consumidores quando o valor da geração aumenta, geralmente em período de estiagem.

Sendo assim, bandeira verde não tem cobrança adicional; bandeira amarela tem custo de R$ 1,34 por 100 kWh; vermelha 1, R$ 4,16 por 100 kWh; e vermelha 2, R$6,24 por 100 kWh.

De acordo com a Aneel, o cenário de redução de carga e as perspectivas de geração de energia tornam possível o acionamento da bandeira verde nos próximos meses. O órgão federal avalia ainda que os custos cobertos das bandeiras tarifárias estão  incluídos “na chamada Conta-Covid, que é empréstimo ao setor elétrico feito por bancos públicos e privados, com o objetivo de aliviar os impactos da atual crise no setor elétrico”.